Exame Invest
Onde Investir

Como investir na renda fixa com a Selic em 9,25% ao ano?

PUBLICADO EM: 14.12.21 | 20H34
ATUALIZAÇÃO: 14.12.21 | 23H49
Debênture incentivada apresenta o melhor retorno em todos os cenários. Veja a tabela com as projeções de rendimento
investimentos renda fixa poupança

O rendimento da poupança tem leve melhora com a Selic acima de 8,25%, mas ainda é a menos rentável de todas | Foto: GettyImages (Getty Images/EyeEm)

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A taxa Selic subiu para 9,25% ao ano na última quarta-feira, dia 8. É o maior patamar em mais de quatro anos. Como fica o rendimento dos investimentos em renda fixa?

Para saber o impacto da nova taxa básica de juros, o buscador de investimentos Yubb realizou um levantamento com projeções dos principais ativos dessa categoria em uma janela de 12 meses.

Como destaque, a debênture incentivada tem o melhor rendimento em todos os cenários, enquanto o CDB (Certificado de Depósito Bancário) de banco grande apresenta a pior rentabilidade depois da poupança.

Confira o levantamento:

AplicaçãoRendimento brutoRendimento líquidoRendimento real*
Debênture incentivada*13,34%13,34%7,92%
LC14,93%11,95%6,60%
LCI*11,51%11,51%6,18%
RDB14,14%11,31%5,99%
CDB banco médio13,91%11,13%5,81%
LCA*10,94%10,94%5,64%
Tesouro Selic11,40%9,12%3,90%
CDB banco grande9,12%7,30%2,17%
Poupança regra nova*6,17%6,17%1,10%
Poupança regra antiga*6,17%6,17%1,10%

*Investimentos isentos de Imposto de Renda.

Para projeções de rendimento líquido, foi utilizada a alíquota de 20% de Imposto de Renda referente a aplicações com prazos de vencimento entre 181 e 360 dias e a inflação para 2021 projetada pelo Relatório Focus desta segunda, dia 13. O DI futuro com vencimento em 1º de dezembro de 2022 foi consultado nesta terça, dia 14.

Segundo Bernardo Pascowitch, fundador do Yubb, a forte alta da Selic no decorrer do ano -- a taxa passou de 2% em março para o atual patamar de 9,75% ao ano -- é uma medida tomada pelo Banco Central para conter a alta dos preços. Mas não é possível dizer se a alta será suficiente porque ainda existe uma pressão inflacionária global. "Projeções já mostram que a Selic deve ultrapassar os dois dígitos em 2022 para tentar fazer frente a esse movimento."

Nesse cenário ainda com incertezas, o investidor deve diversificar a carteira, recomenda o especialista. "Vale aumentar a posição da renda fixa para aproveitar a alta dos juros, sem deixar a renda variável de lado. Enquanto a renda fixa deve ser usada para conservar o patrimônio e protegê-lo da inflação, a renda variável deve ter como objetivo multiplicar o patrimônio”, conclui.

Aprenda como investir o seu dinheiro para realizar sonhos! Comece agora

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame