Exame Invest
Minhas Finanças

Tarifas bancárias sobem acima da inflação. Veja lista e como evitá-las

PUBLICADO EM: 17.9.21 | 6H00
ATUALIZAÇÃO: 17.9.21 | 8H04
Estudo do Idec aponta que, na outra ponta, tarifas de bancos digitais e fintechs ficaram relativamente inalteradas
Investimento: Tesouro promete novas mudanças em 2017

Quem quer economizar com tarifas pode migrar para bancos que oferecem serviços isentos ou optar pelo pacote essencial de tarifas, que é obrigatório

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Os grandes bancos brasileiros apresentaram reajustes de tarifas acima da inflação, mesmo diante da crescente digitalização de serviços e consequências econômicas da pandemia. É o que conclui um comparativo de tarifas bancárias feito pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) entre junho de 2020 e julho de 2021.

No período, as tarifas avulsas, de forma geral, apresentaram reajustes acima da inflação calculada pelo Índice de Preços Amplo ao Consumidor (IPCA), equivalente a 8,35% no período analisado. Já serviços como saques, depósitos e transferências tiveram aumentos entre 9% (Caixa) e 25% (Bradesco).

O maior reajuste praticado foi de 213%, na compra de moeda estrangeira pelo “Cheque Viagem” (Banco do Brasil), que passou de R$ 80 para R$ 250 por operação.

Estudo de Tarifas 2021 - Idec

Estudo de Tarifas 2021 - Idec (Idec/Reprodução)

Preços de pacotes de tarifas

Já no comparativo de preços dos pacotes os aumentos de pacotes registrados no Bradesco, Itaú e Santander ocorreram sobretudo nos serviços em que o público alvo é a classe média.

No Bradesco, houve o reajuste do Expresso 4 (20%), que foi de R$ 27,70 para R$ 33,20, e no Santander, no Pacote Padronizado III (9%), que de R$ 27 foi a R$ 29. Para o Itaú, o maior reajuste foi aplicado em um pacote de serviços econômicos, o Itaú Poupança 3.0 (12%), que mudou de R$ 13 para R$ 14,50.

Na outra ponta, o Safra foi o banco que mais reduziu o preço dos pacotes. O Master foi o que registrou a redução mais significativa (-26%), passando de R$ 73 para R$ 54.

Estudo de Tarifas 2021 - Idec

Estudo de Tarifas 2021 - Idec (Idec/Reprodução)

Bancos digitais

Já entre bancos digitais e fintechs houve relativa manutenção das tarifas praticadas. Segundo o Idec, isso acontece porque o modelo de negócio está atrelado a ofertas de baixo custo quando comparadas às dos bancos tradicionais, apresentando, inclusive, serviços com isenção de tarifas.

Contudo, na medida em que as fintechs crescem e ganham um volume expressivo de clientes, observa-se a tendência de aumento de taxas ou criação da cobrança fixa mensal sobre pacotes de serviços. Foi o que aconteceu no período no Agibank, Original e Nubank.

O Banco Inter e Next continuam a não cobrar tarifas avulsas ou por pacotes e serviços diferenciados, enquanto o Neon e a Superdigital reduziram tarifas, e não aumentaram os valores.

Pesquisa sobre tarifas do Idec 2021

Pesquisa sobre tarifas do Idec 2021 (Idec/Reprodução)

Como economizar com tarifas

Há basicamente duas formas de economizar em tarifas. Uma delas é migrar para bancos digitais e fintechs, que oferecem serviços gratuitos.

Os consumidores que optarem por manter as contas nos bancos tradicionais podem converter suas contas para a conta Serviços Essenciais, uma modalidade sem pacote que garante ao consumidor a movimentação da conta com direito ao cartão de débito, 4 operações de saque, 2 extratos bancários, 2 transferências e consultas ao Internet banking e aplicativo pelo celular. Contudo, é importante entender que em toda operação adicional será cobrada a tarifa avulsa.

As principais tarifas dos serviços mais utilizados pelos consumidores são nomeadas como prioritárias e divulgadas mensalmente pelos bancos nos canais virtuais e agências bancárias. Portanto, vale a pena monitorá-las e verificar se vale a pena mudar de banco ou compensa mais adquirir um pacote conforme o seu perfil de consumo.

Outra forma de economizar é optar por pacotes padronizados, que devem ser disponibilizados por todas as instituições financeiras. Além de possuírem um conjunto de serviços previamente estabelecido pelo órgão regulador, o valor deles também não pode destoar significativamente.

Estudo de Tarifas 2021 - Idec

Imagem da Editoria Exame Invest
Marília Almeida

Repórter de Invest marilia.almeida@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame