Exame Invest
Mercados

Tegma dispara quase 20% após proposta de fusão; JSL avança 11%

PUBLICADO EM: 2.7.21 | 11H11
ATUALIZAÇÃO: 2.7.21 | 11H14
Combinação de negócios prevê sinergia, com ganhos de escala, diluição de custos fixos e cross-selling
Caminhão-cegonha da Tegma

Caminhão-cegonha da Tegma | Foto: Divulgação

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

As ações da Tegma (TEGM3) disparam 18% nesta sexta-feira, 2, após a empresa ter recebido uma proposta de fusão por parte da JSL (JSLG3), que se valoriza 11%. Os papéis da Simpar (SIMH3), controladora da JSL, sobem 3,5%.

A proposta enviada pela JSL prevê o pagamento de 989,6 milhões de reais e entrega de 49,422 milhões novas ações da JSL. A participação dos acionistas da Tegma na nova empresa seria de aproximadamente 15%.

Segundo fato relevante divulgado pela Simpar, a combinação de negócio oferece "significativas oportunidades de sinergia", com ganhos ganhos de escala, diluição de custos fixos e cross-selling, "contribuindo para o crescimento orgânico e fidelização do relacionamento comercial".

Bruno Lima, analista-chefe de ações do BTG Pactual Digital acredita que a fusão seja "extremamente" positiva para as duas companhias, ainda que veja uma leve vantagem para a JSL.

Não tem muito prêmio levando em conta o valor de mercado da Tegma. Mas é só a primeira discussão", disse na Abertura de Mercado desta sexta.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame