Totvs pagou caro demais pela RD Station? O que dizem os analistas | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Totvs pagou caro demais pela RD Station? O que dizem os analistas

PUBLICADO EM: 10.3.21 | 11H28
ATUALIZAÇÃO: 11.3.21 | 8H36
Compra de 1,8 bilhão de reais, equivalente a 9 vezes o faturamento esperado para 2021, levantou questionamentos
totvs ultimato proposta Linx Stone

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Após perder a batalha pela Linx para a Stone, a Totvs venceu disputa com a Locaweb pela RD Station, comprada por 1,86 bilhão de reais. Líder em automação de marketing digital, a RD tem cerca de 25 mil clientes ativos e irá ampliar o portfólio de produtos da Totvs, focada em programas de gestão empresarial. No pregão desta quarta-feira, as ações da companhia caíram 4,74%, devolvendo a alta de 4,05% registrada na véspera, após o anúncio da aquisição.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

Embora contribua para o crescimento da Totvs, o valor da compra, equivalente a 9 vezes o faturamento esperado para a RD em 2021,  levantou questionamentos. Para analistas do BTG Pactual, se comparado aos múltiplo da Totvs de 5,3x EV/Sales (valor da empresa por vendas totais), "o valor pago pela RD [de 9,8x] parece alto", mas segundo eles, só "parece".

"A RD Station é uma empresa de SaaS (software como serviço) puro de que cresceu, em média, 42,3% ao ano nos últimos 3 anos. As empresas de SaaS de alto crescimento estão negociando a 29x EV/Sales", afirmam em relatório.

De acordo com os analistas, a americana HubSpot, de software de marketing em nuvem, é empresa que mais se assemelha ao modelo de negócio da RD Station, e é negociada a 17,5x EV/Sales. O múltiplo costuma ser usado para avaliar empresas em pleno crescimento, em que os custos operacionais superam o faturamento.


Recomendado para você

 

A compra também foi elogiada por analistas do Credit Suisse, embora afirmam em relatório que o preço pago "não foi uma barganha". "O valor ficou acima das expectativas. Mas , o alto crescimento e as sinergias da RD justificam tal avaliação. As sinergias incluem: benefícios fiscais, sobreposição de despesas gerais e administrativas, distribuição reforçada e vendas cruzadas"

"Esta 'nova' Totvs tem cerca de metade de suas receitas provenientes de SaaS, techfin e performance empresarial e, em nossa opinião, combina juventude e experiência para funcionar de forma rápida e consistente por muitos anos", pontuam.

Para o analista da Exame Invest Pro Victor Melo, com a nova aquisição, a Totvs "acaba de estabelecer o principal pilar de sua estratégia de atuação empresarial". Em relatório, eles também realçam a importância da evolução da frente techfin, que segundo eles está próxima de "decolar".

"A Totvs está negociando com valuations atraentes, epecialmente considerando todas as oportunidades de crescimento à frente."

De acordo com projeções do BTG, caso a Totvs consiga vender produtos da RD para ao menos 15% de sua base de clientes, a empresa conseguirá uma receita extra de 50 milhões de reais, quase 25% da receita esperada para 2021.

Após a aquisição, analistas do BTG, do Credit Suisse e da Exame Invest Pro reforçaram a recomendação de compra das ações da Totvs, após a apresentação a investidores. As três casas veem potencial de alta de mais de 20%.

O BTG tem preço-alvo das ações em 38 reais, enquanto o Credit a Exame Invest Pro, em 35 reais. No ano, os papéis da companhia acumulavam leve alta de 2,7% até o início do pregão desta quarta-feira, 10.


Leia também

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame