Warren Buffett está comprando ações secretas no mercado | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Warren Buffett está comprando ações secretas no mercado

PUBLICADO EM: 18.11.20 | 13H57
ATUALIZAÇÃO: 18.11.20 | 17H25
O megainvestidor manteve o sigilo e não revelou quais papéis está comprando
Warren Buffett

Buffett: mercado acredita que a nova compra é sinal de que o megainvestidor está ansioso para usar as reservas de caixa da Berkshire

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O megainvestidor Warren Buffett está na ativa e fazendo novas compras no mercado acionário, mas desta vez ele mantém sigilo e não revela as ações que comprou. Na segunda-feira, 16, o formulário enviado à SEC pela Berkshire Hathaway afirma que “informações confidenciais foram omitidas do relatório e arquivadas separadamente na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.” A expectativa é que a compra seja revelada nas próximas semanas.

Descubra as melhores empresas para investir hoje. Acesse agora

É possível que a confidencialidade foi mantida para que a Berkshire tenha tempo para comprar mais papéis e aumentar sua posição. Se a compra fosse revelada logo, chamaria a atenção de outros investidores, ele teria concorrência, o que aumentaria o preço da empresa no mercado. 

Conheça a EXAME Invest, o novo canal de investimentos da EXAME

Não é a primeira vez que Buffett mantém o sigilo de sua estratégia de compra. A última vez foi em 2015, na compra de ações da Phillips 66, uma petroleira. Semanas depois ele revelou em documento enviado à SEC uma participação de 2,5 bilhões de dólares na companhia.  

Em 2011, também houve confidencialidade na compra das ações da IBM. Nos relatórios enviados à SEC do primeiro e segundo trimestre não constava a compra. No final do ano, a  Berkshire Hathaway revelou que tinha aumentado a posição de 4,5 milhões de ações em março para 24,8 milhões de ações em junho, depois 57,3 milhões de ações valendo mais de 10 bilhões de dólares no final de setembro.

O mercado acredita que a nova compra de Buffett é sinal de que ele está ansioso para usar as reservas de caixa da Berkshire depois de se proteger da pandemia no início deste ano.

A Berkshire saiu das "quatro grandes" ações de companhias aéreas com prejuízo e reduziu suas participações em bancos no segundo trimestre anunciou mais de 19 bilhões de dólares em investimentos durante o terceiro trimestre e revelou cerca de 6 bilhões de dólares em novas participações farmacêuticas em sua atualização de portfólio na segunda-feira.


Recomendado para você


Leia também

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame