MERCADOS

10 notícias para lidar com os mercados nesta quinta-feira

PUBLICADO EM: 7.4.11 | 9H15
Bolsas na Europa sobem após Portugal pedir socorro internacional; Magazine Luiza pode levantar até R$ 1,43 bi em IPO
Real e Dólar

Investidores ficam atentos hoje ao movimento do câmbio após as medidas anunciadas ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

São Paulo - Aqui está o que você precisa saber:

1 – Agenda: IGP-DI, IPCA no Brasil, seguro-desemprego nos EUA. A atenção dos investidores locais estará voltada para a divulgação do IPCA e do IGP-DI de março. Nos Estados Unidos, o Departamento de Trabalho divulga os pedidos de seguro-desemprego da última semana. Na zona do euro, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, discursa na entrevista coletiva de imprensa mensal, após a decisão sobre a taxa básica de juros na região. No calendário corporativo, não está prevista a divulgação de resultados no Brasil, na Europa ou nos Estados Unidos que possam ter impacto nos mercados.


2 – Mercados: dólar testa novo ato de Mantega; juro espera IPCA. Analistas acreditam que o real manterá a tendência de fortalecimento mesmo após a decisão do governo de dobrar o prazo das captações externas de empresas que serão taxadas. O ministro da fazenda, Guido Mantega, disse que a apreciação do real é “em parte” inevitável. As bolsas europeias sobem após Portugal dizer que pedirá socorro financeiro e antes da esperada alta dos juros em reunião do Banco Central Europeu hoje. Juros da dívida americana sobem à espera de dado sobre emprego nos Estados Unidos. Juros aqui podem reagir a dados de inflação.

3 – Petrobras avalia captação em euros após alta do custo samurai. A estatal brasileira estuda acessar o mercado de dívida em euros pela primeira vez. O custo de captação em ienes dobrou desde o terremoto no Japão no mês passado, limitando as opções para financiar o plano de investimento de 224 bilhões de dólares. O custo de captação em euros para companhias da América Latina vem caindo em relação às taxas em dólar.

4 – Barclays: câmbio pode romper R$ 1,60 por dólar no curto prazo. A taxa de câmbio no Brasil pode chegar a um valor abaixo de 1,60 real por dólar “no curto prazo”, após o governo brasileiro ter sinalizado que vai aceitar uma apreciação do real que ajude a conter a inflação, de acordo com o Barclays Capital. A moeda deve ser negociada entre 1,50 e 1,60 real por dólar, o que representa uma valorização em relação ao valor de fechamento de ontem, 1,6144 real, escreveu Guilherme Loureiro, economista do Barclays em São Paulo, em um relatório com data de ontem.

5 – Tractebel pagará dividendos complementares de R$ 158,3 milhões. A Tractebel Energia aprovou o pagamento de dividendos adicionais no valor total de 158,3 milhões de reais, ou 0,2424687839 real por ação, segundo comunicado enviado ontem (6) à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O total de proventos do exercício de 2010 atingiu 664,369 milhões, o equivalente a 1,0178134249 por ação, correspondendo a 55% do lucro líquido distribuível ajustado.

6 – CCR aprova emissão de R$ 2 bilhões em debêntures pela Rodoanel Oeste. A CCR aprovou a emissão de 2 bilhões de reais em debêntures por meio de sua subsidiária Rodoanel Oeste, segundo comunicado enviado ontem à CVM.

7 – Magazine Luiza e acionistas podem levantar até R$ 1,43 bi em IPO. A varejista Magazine Luiza e seus acionistas têm planos de vender até 67,9 milhões de ações ordinárias em uma oferta inicial pública de ações que pode chegar a 1,43 bilhão de reais. A empresa pode vender até 33,8 milhões de ações enquanto seus acionistas venderiam até 16,6 milhões de ações na oferta, segundo um comunicado publicado hoje. A oferta ainda poderá ser acrescida em mais 17,6 milhões de ações, se considerado os lotes suplementar e adicional. O preço das ações pode ficar entre 16 e 21 reais, segundo prospecto.

8 – T4F adia cronograma de oferta e começa a negociar em 13 de abril. A T4F Entretenimento adiou o cronograma de sua oferta inicial de ações, segundo comunicado. O preço das ações da companhia será fixado em 11 de abril. Anteriormente, o cronograma indicava que a fixação de preço seria em 7 de abril. O início das negociações foi adiado de 11 de abril para 13 de abril.

9 – Oi vai à Anatel e Cade contra concorrentes. A operadora de telefonia Oi recorreu à Anatel e ao Cade contra as concorrentes Vivo, Claro e TIM, alegando que elas se recusam a reduzir as tarifas de interconexão cobradas nas ligações entre telefones fixos e móveis, informa hoje a reportagem do Valor Econômico. A interconexão é o nome que se dá ao uso da rede de uma operadora por outra para completar uma chamada.

10 – BC da Inglaterra mantém juro básico em 0,50% ao ano. O Banco Central da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) decidiu nesta quinta-feira (7) manter a taxa básica de juros do Reino Unido no recorde mínimo de 0,50% ao ano. O comitê da autoridade monetária também manteve o programa de compras de ativos financiados mediante a emissão de reservas do Banco Central em 200 bilhões de libras (326 bilhões de dólares).

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame