MERCADOS

Abertura de Mercado: B3 está barata e deve se favorecer de onda de IPOs

PUBLICADO EM: 31.5.21 | 9H11
ATUALIZAÇÃO: 31.5.21 | 12H42
Ações da administradora da bolsa acumulam queda de mais de 10% no ano; analista-chefe da Exame Invest Pro vê patamar de preço como atrativo
B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Painel de cotações da B3 | Foto: Germano Lüders/Exame

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Somente neste ano, as ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês) já movimentaram mais de 35 bilhões de reais na B3 (B3SA3). A expectativa para a segunda metade de 2021, é de que o volume das ofertas sejam ainda maiores, com empresas mais maduras abrindo capital. 

“Estamos falando de IPOs de 10 bilhões de reais, até 15 bilhões de reais. Será diferente da última safra, em que vieram muitas empresas médias e pequenas para a bolsa”, diz Bruno Lima, analista-chefe da Exame Invest Pro, na Abertura de Mercado desta segunda-feira, 31

Nesse cenário, segundo o analista, as ações da própria administradora da bolsa, a B3, devem ser as mais favorecidas. Na visão de Lima, os papéis, que acumulam queda de 13% no ano, estão baratos. 

“Investidores estrangeiros estão colocando um pouco de pressão [negativa sobre a ação]. Mas em termos de fundamento, temos uma visão muito atrativa para o ativo”, afirma Lima.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame