MERCADOS

Abertura de Mercado: impasse sobre pacote de Biden favorece ações de techs

PUBLICADO EM: 25.5.21 | 9H05
ATUALIZAÇÃO: 25.5.21 | 9H06
Democratas e republicanos ainda não chegaram a um entendimento sobre programa de infraestrutura de US$ 1,9 trilhão

Nasdaq: bolsa onde as principais empresas de tecnologia do mundo estão listadas | Foto: Daniel Barry/Getty Images

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

A falta de entendimento entre os partidos Republicano e Democrata sobre o pacote de 1,9 trilhão de dólares para investimentos em infraestrutura tende a beneficiar as ações de tecnologia. Isso é o que explica Bruno Lima, analista-chefe da Exame Invest Pro.

"Se essa discussão não vingar, dado que está tão complicado tirar o projeto do papel, pode haver um bom momento para as ações ligadas à tecnologia, mesmo que de curto prazo", comenta Lima na Abertura de Mercado desta terça-feira, 25. "Isso tiraria a pressão de inflação olhando o médio e longo prazo."

O efeito deve ocorrer, segundo o analista, já que o setor é tido como o mais afetado por uma eventual redução das políticas de estímulos monetários para atenuar os efeitos da inflação. Embora esta tenha sido a principal preocupação do mercado global, o temor tem diminuído conforme membros do Federal Reserve (Fed, banco central americano) tranquilizam investidores, afirmando que os efeitos inflacionários são apenas temporários.

Refletindo a melhora de humor dos investidores, o índice de volatilidade VIX, também conhecido como "índice do medo", caiu nesta semana para 18 pontos, abaixo da linha dos 20 pontos que indica alguma turbulência no mercado. Desde a máxima da última quinta-feira, 19, o índice acumula 30% de queda.  Segundo Lima, porém, a "tranquilidade" no mercado é apenas aparente. "Obviamente, ainda não tem jogo ganho."

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame