Exame Invest
Mercados

Abertura de mercado: perspectivas para Ibov e IFIX segundo análise técnica

PUBLICADO EM: 5.7.21 | 9H56
Analista técnico do BTG Pactual Digital aponta quais os próximos pontos de resistência dos indicadores

Foto: Jesada Wongsa/ GettyImages (Getty Images/EyeEm)

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou a primeira semana de julho em alta de 0,29%, mas o resultado poderia ter sido melhor. Para Otto Sparenberg, analista técnico do BTG Pactual Digital (do mesmo grupo controlador da Exame), o viés para o Ibovespa ainda é positivo, mas o índice precisa retomar o fôlego.

“O Ibovespa fechou a semana basicamente no mesmo ponto em que deu início ao movimento de queda, basicamente nos 127.640 pontos. São muitos fatores no meio do caminho que atuam como região de resistência, ficaria atento se o índice conseguir ganhar os 129.660 pontos”, afirmou no programa “Abertura de Mercado desta segunda-feira, 5.

Quanto ao IFIX, principal índice de fundos imobiliários do mercado brasileiro, Sparenberg considera que houve um movimento comprador de retomada, mas ainda não tão expressivo. 

“O índice testou um importante suporte, se recuperou e agora está brigando com uma região de resistência aos 2.786 pontos. Se conseguir ganhar [essa pontuação] já vai ser possível falar em chegar a 2.830 pontos”. Atualmente o IFIX está em 2.760 pontos.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame