MERCADOS

Abertura de Mercado: Vale está barata mesmo com queda do minério de ferro

PUBLICADO EM: 21.5.21 | 9H05
Commodity teve seu pior desempenho semanal na China desde março, com queda acumulada de 5,4% no período

Mineração da Vale em Carajás, Pará | Foto: Germano Lüders/Exame

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

O minério de ferro teve seu pior desempenho semanal desde março na bolsa de Dalian, encerrando o período com queda de 5,4%, cotado a 170,48 dólares a tonelada. Em Singapura, a commodity caiu 4,8% somente nesta madrugada, fechando a 191,30 dólares. 

A desvalorização ocorre em meio às tentativas do governo chinês de frear a valorização do minério de ferro, que chegou a bater recorde nos últimos pregões. 

Apesar da recente depreciação da commodity, as ações da Vale (VALE3) ainda têm um grande espaço de alta, segundo Bruno Lima, analista-chefe da Exame Invest Pro. “O mercado começa a entender que foi tirado esse movimento com caráter mais especulativo [que levou o preço para cima de 200 dólares]. O nível de 180 dólares ainda é muito bom para a Vale”, comentou Lima na Abertura de Mercado desta sexta-feira, 21

Com recomendação de compra, a Exame Invest Pro vê potencial de alta de 50,8% para as ações da Vale, com preço-alvo estipulado em 167,60 reais. 

O modelo usado para determinar até onde as ações podem subir, no entanto, utiliza o preço do minério de ferro a 130 dólares a tonelada. Ou seja, caso o preço da commodity seja mantido em patamar superior, a ação poderia subir ainda mais que o projetado.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame