Exame Invest
Mercados

Ações da empresa de Branson saltam 22%, após voo ao espaço do bilionário

PUBLICADO EM: 12.7.21 | 10H22
Britânico, fundador da Virgin Galactic, fez 1ª viagem espacial tripulada por uma empresa privada. Projeto consumiu US$ 1 bilhão

(Getty Images)

Imagem da Editoria Exame Invest
Agência O Globo



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Após fazer o primeiro voo tripulado ao espaço por uma empresa privada, no domingo, o bilionário britânico Richard Brason também levou seus investidores às alturas. As ações de sua empresa, a Virgin Galactic, saltaram um recorde de 22% no pré-mercado americano.

  • Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME.

Branson voou com mais cinco pessoas, um marco numa empreitada que ele começou há 17 anos e que consumiu mais de US$ 1 bilhão de sua fortuna pessoal, segundo o Financial Times.

Os papéis da Virgin logo refletiram o sucesso do voo. Depois, do salto, perderam um pouco o fôlego e, agora, sobem 7,1%. Ainda assim, é um ganho expressivo para o empresáriom que agrega US$ 841 ilhões ao valor de mercado da companhia.

No ponto máximo da viagem, Branson alcançou altitude aproximada de 86 quilômetros acima do deserto no Novo México. O voo é o primeiro passo para uma nova era de turismo espacial. A companhia deve começar operações comerciais no próximo ano, com bilhetes a US$ 250 mil por pessoa.

Imagem da Editoria Exame Invest
Agência O Globo


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame