Exame Invest
Mercados

Ações do TC e da Armac disparam mais de 30% em estreia na B3

PUBLICADO EM: 28.7.21 | 10H56
ATUALIZAÇÃO: 28.7.21 | 18H35
Juntas, as duas empresas movimentaram mais de 2 bilhões de reais em IPOs concluídos na segunda-feira
IPO do TC na B3

Focado em serviços para investidores pessoas físicas, o TC levantou cerca de 600 milhões de reais em IPO (Cauê Diniz)

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

As ações do TC (TRAD3, ex-TradersClub) e da Armac (ARML3) disparam mais de 30% nesta quarta-feira, 28, no pregão de estreia dos papéis na B3.

Ambas as empresas concluíram a respectiva oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) na segunda-feira, com a ação do TC sendo precificada a 9,50 reais, próximo do piso da faixa indicativa que ia de 9 a 11,25 reais. Já a Armac conseguiu precificar seus papéis no topo da faixa, a 16,36 reais.

Nesta quarta, os papéis do TC fecharam negociados a 12,41 reais, com um avanço de 30,6%. Já as ações da Armac fecharam com alta de 33,3%, negociadas a 22,16 reais.

TC

As ações da empresa chegam como mais uma opção para investidores que querem aproveitar a tese de desenvolvimento do mercado de capitais brasileiro. Focada em serviços para investidores pessoas físicas, o TC levantou 607 milhões de reais. Do total 40% deve ser dividido entre investimentos em marketing e no desenvolvimento da própria plataforma. Os outros 60% serão destinados a potenciais aquisições, que devem ser "uma das principais alavancas de crescimento", de acordo com o prospecto. Em seu histórico, estão as compras da Invesplorer, Trade Zoom e Sencon.

Entre os principais objetivos da companhia está o maior acesso a informações financeiras, com entregas de cursos, plataformas e canais voltados para o tema. "Não estamos falando mais de 3,5 milhões investidores [brasileiros] que investem em renda variável, mas sim de 86 milhões de pessoas que possuem uma conta no banco e que podem e deveriam investir em educação financeira", afirma Pedro Albuquerque, presidente do TC, em prospecto.

Com cerca de 500.000 usuários registrados em sua plataforma, a empresa teve receita líquida de 40,126 milhões de reais em 2020. Somente nos quatro meses deste ano, porém, a receita superou os 20 milhões de reais, ficando 324,7% superior ao do mesmo período do ano passado. No primeiro quadrimestre de 2021, a companhia teve lucro líquido ajustado de de 1,931 milhão de reais os 1,651 milhão de reais registrados no mesmo período de 2020.

Armac

Movimentando 1,5 bilhão de reais em IPO, cerca de 1 bilhão de reais foi destinado aos cofres da Armac. Mas, diferentemente do TC, a locadora de veículos pesados (como tratores, caminhões e retroescavadeiras) quer investir todo o dinheiro arrecadado no crescimento orgânico, especificamente na compra de máquinas e equipamentos.

O crescimento orgânico, por sinal, está no DNA da empresa, que aumentou sua receita líquida em 161% no último ano sem ter adquirido outras companhia. Em 2020, a empresa faturou 51,8 milhões de reais. Já o lucro líquido teve salto de 151% para 7,7 milhões de reais.

"O mercado brasileiro de terceirização de máquinas e equipamentos tem crescido constantemente nos últimos anos. Apesar disso, ainda apresenta uma penetração muito inferior aos países desenvolvidos, evidenciando uma ampla oportunidade de crescimento. Nossa participação atual é inferior a 0,5% do parque de máquinas em operação. Portanto, a principal estratégia de crescimento será oferecer seu modelo de negócios atual para um número cada vez maior de clientes e ampliar os serviços oferecidos para a atual base de clientes", afirma a Armac em prospecto.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame