Exame Invest
Mercados

Alliar dispara 20% com oferta bilionária da Rede D’Or

PUBLICADO EM: 16.8.21 | 14H00
ATUALIZAÇÃO: 16.8.21 | 14H01
Ações da Dasa despencam mais de 7%, com maior concorrência no ramo de diagnósticos
Alliar: empresa de diagnósticos por imagem pediu registro de companhia aberta na CVM, na categoria para negociar ações

Alliar: empresa de diagnósticos médicos Foto: Alliar/YouTube/Reprodução

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

As ações da Alliar (AARL3) chegaram a ser negociadas em alta de 20,13%, a 11,34 reais, no pregão desta segunda-feira, 16, tendo no radar uma potencial aquisição por parte da Rede D’Or. A Rede D’Or cai 1,3%, mas apresenta desempenho acima do Ibovespa, que recua quase 2% neste início de semana. 

Na madrugada desta segunda, a Rede D’Or anunciou a aprovação por seu conselho administrativo uma oferta pública de aquisição (OPA) de até a totalidade das ações da Alliar por 11,50 reais por papel. O valor cheio da operação pode chegar a 1,36 bilhão de reais, cerca de 1% do valor de mercado da Rede D’Or. A operação ainda depende do aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

A oferta, segundo fato relevante da Rede D’Or, inclui um prêmio de 21,8% em relação à última cotação de fechamento das ações da Alliar e  de 12,6% frente ao preço médio ponderado por volume dos últimos 30 dias.

Invista nas maiores empresas de tecnologia do mundo com ajuda do maior banco de investimentos da América Latina. Abra sua conta.

“A administração da Rede D’Or acredita que a realização da OPA representa uma boa oportunidade de investimento, considerando uma análise fundamentalista da Alliar, e que o preço a ser oferecido [...] é justo e atrativo para os atuais acionistas da Alliar”.

A oferta pela Alliar ocorre cerca de três meses após a Rede D'Or ter levantado 1,7 bilhão de reais em oferta subsequente de ações (follow-on) que chegou a movimentar quase 5 bilhões de reais, considerando os valores destinados aos acionistas vendedores.

Analistas do BTG veem a compra como “altamente estratégica” para a Rede D’Or. “A empresa  agora dá um passo importante em sua estratégia de construir um ecossistema completo para capturar todas as demandas médicas, não apenas serviços hospitalares, mas também diagnósticos, tratamentos oncológicos, serviços de atenção primária e outros”, afirmam em relatório. 

O BTG também vê a potencial aquisição como positiva para as operações da Alliar. “Desde o IPO, ela enfrentou uma série de desafios, principalmente relacionados à concorrência e difíceis negociações com as operadoras de Health Care. Mas, ao explorar o ecossistema da Rede D’Or e o forte histórico na integração de ativos, esses desafios devem ser superados.”

Com a Alliar, analistas do BTG veem a Rede D’Or intensificando sua competição com a Fleury (FLRY3) e Dasa (DASA3) na frente de diagnósticos médicos. Na bolsa, as ações da Fleury caem 1,45% e as da Dasa despencam 7,6%.

Fundado em 1977 pelo cardiologista Jorge Moll Filho, o grupo tem sido um dos líderes do movimento de consolidação do setor de saúde no Brasil. Somente neste ano, Rede D’Or anunciou cinco aquisições. A maior delas foi a de 51% da Biocor, avaliada em 750 milhões de reais.

A Rede D'Or chegou à bolsa no fim do ano passado após fazer uma das maiores ofertas públicas inicias (IPOs, na sigla em inglês) da história da B3. O seu IPO movimentou 11,5 bilhões de reais. Desde então, as ações acumulam valorização de 26%.

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame