Exame Invest
Mercados

Ambipar precifica '2º IPO', B3 enquadra a Saraiva e o que move o mercado

PUBLICADO EM: 7.10.21 | 7H08
ATUALIZAÇÃO: 7.10.21 | 7H24
Mercado internacional mantém apetite ao risco, após avanços em negociações sobre teto da dívida dos EUA

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

As bolsas internacionais operam em alta na manhã desta quinta-feira, 7, dando continuidade ao movimento de recuperação iniciado na última tarde, quando avanços em negociações sobre a extensão do teto da dívida americana inverteu a direção dos ativos. 

Na véspera, o líder da minoria republicana do Senado, Mitch McConnell propôs uma solução temporária, de estender o teto até dezembro deste ano. Na Câmara, onde os democratas têm maior vantagem numérica sobre os republicanos, já foi acertada a suspensão do teto da dívida até dezembro de 2022.

Nos Estados Unidos, os principais índices sobem no mercado de futuros, com destaque para o Nasdaq, que tem o melhor desempenho, avançando quase 1%. Com maior peso de ações de tecnologia, o índice vinha tendo a pior performance em meio a preocupações de um aperto monetário para conter a inflação. 

Também contribui com a melhora do ambiente a sinalização de que o presidente russo Vladimir Putin irá ajudar a Europa a atravessar a crise energética, derrubando o preço do gás natural e arrefecendo os temores sobre a alta de preços no continente. No mercado europeu, o Stoxx 600 avança 0,94%.

Dado do dia

A um dia da divulgação do relatório de empregos não-agrícolas dos Estados Unidos, o payroll, investidores devem voltar as atenções para os dados americanos de pedidos de seguro desemprego, previsto para às 9h30. A expectativa é de 348.000 pedidos. 

Na quarta-feira, 6, o mercado chegou a reagir negativamente, após o ADP revelar a criação de mais empregos do que o esperado. O motivo? O medo da inflação e da redução mais rápida de estímulos.

Ambipar: 1 ano, 2 IPOs

Pouco mais de uma ano após abrir capital na B3 como a primeira empresa de tratamento de resíduos, a Ambipar (AMBP3) irá voltar à bolsa para a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) de sua subsidiária Environmental ESG, que deve estrear na segunda-feira, 11, com o ticker EESG3. Com potencial de movimentar 3 bilhões de reais, a companhia irá precificar sua oferta nesta quinta. A faixa indicativa definida foi entre 15,50 e 20,50 reais.

Penny Stocks? Aqui não

Com ações cotadas a 0,32 real, a Saraiva (SLED4) recebeu um ofício da B3 para que a companhia tome “medidas cabíveis” para a ação voltar para cima de 1 real. Com raras exceções, a B3 determina que nenhuma ação pode passar mais de 30 pregões consecutivos cotada a centavos. 

A Saraiva informou que fará um grupamento de ações de forma a elevar a cotação dos papéis. A proporção será de 10 para 1. Ou seja, quem tiver 100 ações da Saraiva cotadas a 0,32 real passará a ter 10 a 3,20 reais. 

Receita bilionária da Livetech 

Em prévia operacional a Livetech (LVTC3), apresentou 1,1 bilhão de reais de receita nos nove meses findos em setembro. O número representa um salto de 56% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame