Exame Invest
Mercados

Análise técnica: Ibovespa abre espaço para testar novo patamar

PUBLICADO EM: 18.9.21 | 8H15
ATUALIZAÇÃO: 17.9.21 | 23H46
Principal índice da bolsa brasileira caminha para testar nova faixa mais baixa de suporte, apontou Otto Sparenberg, analista técnico do BTG Pactual digital
Gráfico de candles, vela

Análise técnica aponta tendências para os ativos de renda variável. Saiba mais | Foto: Getty Images (dpa/picture alliance via Getty I)

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O Ibovespa engatou a terceira semana seguida de desvalorização e abriu espaço para testar quedas ainda maiores, na casa dos 110 mil pontos. Foi o que afirmou Otto Sparenberg, analista técnico do BTG Pactual digital, no programa "A Semana na Bolsa", que vai ao ar toda sexta-feira no fim do dia no canal da EXAME Invest no YouTube.

O Ibovespa caiu 2,07% nesta sexta, 17 de setembro, e encerrou a semana aos 111.439 pontos, o menor patamar em mais de seis meses, desde 9 de março, quando fechou aos 111.330,62 pontos.

"Perdemos uma região importantíssima, o que abre espaço para o teste dos 109.872 pontos, ou 110.000 pontos. É uma faixa de suporte para a qual estamos caminhando, como um teste dessa faixa", disse Sparenberg ao fazer a análise do gráfico semanal.

No gráfico diário, o analista do BTG Pactual digital disse que "os alvos foram atingidos. Foram perdidos os 113.200 pontos e se abriu um vazio gráfico ainda maior. O próximo alvo para ficar de olho no Ibovespa está em 110.500 pontos".

Sparenberg também dedicou uma parte do programa desta sexta para analisar alguns dos papeis de maior peso no Ibovespa, entre eles os da Vale (VALE3). As ações fecharam a semana com queda de 9,13%.

"A Vale vive um momento complicado. A empresa anunciou ontem um dividendo muito expressivo. Já estava previsto para setembro e veio em 8,10 reais por ação. Mas, para quem está fazendo trade, o papel está com viés bem baixista."

No mensal, Sparengerg destacou um ponto de suporte para quem pensa em comprar o papel neste momento de baixa, na casa de 82,24 reais. A ação encerrou a sexta-feira negociada a 86,15 reais no fechamento.

O analista comentou ainda sobre a Petrobras (PETR4) e a Suzano (SUZB3), o índice Dow Jones, em Nova York, além de indicadores setoriais e muito mais. Assista ao vídeo em que Otto Sparenberg comenta os ativos com o gráfico na tela.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame