Exame Invest
Mercados

Clear Sale precifica ações no topo da faixa e movimenta R$ 1,3 bi em IPO

PUBLICADO EM: 29.7.21 | 8H13
ATUALIZAÇÃO: 29.7.21 | 8H28
Empresa chega como opção para quem busca a tese do desenvolvimento do e-commerce brasileiro; ações estreiam nesta sexta
Clearsale

Logo da Clear Sale | Foto: Divulgação

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A Clear Sale conseguiu precificar sua oferta oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) a 25 reais por ações, no topo da faixa indicativa entre 20 e 25 reais. Com isso, o IPO movimentou 1,3 bilhão de reais, com 800 milhões sendo destinado ao caixa da empresa e o restante aos acionistas que venderam sua participação na oferta. Do total arrecadado na oferta, a empresa espera utilizar 50% para o crescimento orgânico, 20% para projetos de inovação e os outros 30% para potenciais aquisições.

Do setor de tecnologia  a Clear Sale tem estreia prevista na B3 para esta sexta-feira, 30. Na bolsa, a Clear Sale chega para ser mais uma alternativa para investidores que buscam a tese de desenvolvimento do e-commerce como um todo, sem a exposição a um segmento específico.

Criada em 2000, a Clear Sale é especializada em soluções antifraude digital, a empresa tem como clientes companhias de e-commerce e instituições financeiras. O principal produto da casa é o Total Clear Sale. "Toda a árvore de decisão sobre aprovação ou reprovação de pedidos no e-commerce fica sob a responsabilidade da Clear Sale, o que permite uma atuação mais efetiva no combate a fraudes", explica em prospecto.

A geração de receita ocorre principalmente pelo preço pago por análise de transação individual no âmbito das soluções antifraude. "Isso gera um importante
volume de receita recorrente mensal que muitas vezes acompanha o crescimento dos negócios de nossos próprios clientes."

Com o forte crescimento do e-commerce devido à pandemia, em 2020, a Clear Sale conseguiu aumentar sua receita líquida em 65,7% para 345,6 milhões de reais. Em 2019, a evolução da receita havia sido de 35,5%. Seu ebitda foi de 71,4 milhões de reais no último ano.

Sem fronteiras no ambiente digital, a Clear Sale analisa transações comerciais em 170 países, mas 88,5% de sua receita ainda vem das operações locais. No entanto, a exposição ao exterior vem aumentado. Em 2020, a receita líquida internacional saltou 132,7% para 39,8 milhões de reais, representando 11,5% da receita total. Em 2019, essa fatia era de 8,2% e, em 2018, de 2,8%.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame