Exame Invest
Mercados

Falta de acordo na Europa derruba bolsas asiáticas

PUBLICADO EM: 9.12.11 | 9H02
Tóquio - As Bolsas da Ásia encerraram em acentuada baixa. Os mercados da região sofreram com a ausência de um acordo na reunião de cúpula da União Europeia, o que fez aumentar os temores sobre a crise da dívida da Europa. Este foi o exemplo na Bolsa de Hong Kong, que seguiu ainda o embalo […]
EXAME.com

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Tóquio - As Bolsas da Ásia encerraram em acentuada baixa. Os mercados da região sofreram com a ausência de um acordo na reunião de cúpula da União Europeia, o que fez aumentar os temores sobre a crise da dívida da Europa.

Este foi o exemplo na Bolsa de Hong Kong, que seguiu ainda o embalo baixista de Wall Street. Os investidores mantiveram as preocupações sobre a redução do crescimento econômico global. O índice Hang Seng caiu 521,58 pontos, ou 2,7%, e fechou aos 18.586,23 pontos - na semana, o índice acumulou queda de 2,4%. Os bancos de crédito chineses e as petrolíferas lideraram o declínio. Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) perdeu 4,1% e Bank of Communications recuou 3,8%. Cnooc retrocedeu 3,5% e PetroChina cedeu 4,%.

Na China, as bolsas fecharam no pior nível em quase 33 meses, com os investidores pessimistas por conta da desaceleração da economia local - os números da inflação, que vieram abaixo do esperado, não conseguiram levantar o sentimento do mercado. O índice Xangai Composto caiu 0,6% e terminou aos 2.315,27 pontos, o menor fechamento desde 25 de março de 2009 - na semana, o índice acumulou perdas de 1,9%. O índice Shenzhen Composto perdeu 0,9%, terminando aos 961,81 pontos. O setor financeiro sucumbiu ao pessimismo econômico, com a maioria dos bancos e seguradoras liderando o declínio. China Life Insurance deslizou 0,4%. China Minsheng Banking recuou 1,3%. Entre as montadoras, FAW Car perdeu 2,8% e SAIC Motor cedeu 1,2% devido à queda nas vendas de novembro.

O iuane caiu ante o dólar, atingindo o mais baixo nível permitido pela oitava sessão consecutiva, com os investidores ainda buscando a segurança da divisa americana em meio aos crescentes riscos e incertezas da crise das dívidas soberanas da zona do euro. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3647 iuanes, de 6,3619 iuanes ontem. A taxa de paridade central dólar-iuane foi fixada em 6,3352 iuanes, de 6,3319 iuanes ontem.

Já na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul teve queda pelo segundo pregão seguido. O índice Kospi caiu 2% e terminou aos 1.874,75 pontos, também por conta do desapontamento com a recusa do Banco Central Europeu de fazer compras agressivas de novos títulos. Os setores financeiro e bancário foram os mais atingidos: Shinhan Financial baixou 3,7% e KB Financial caiu 2,7%.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em baixa, com os investidores aguardando as decisões sobre a possibilidade do pacto de união fiscal entre os membros da União Europeia. O índice Taiwan Weighted retrocedeu 1,28% e encerrou aos 6.893,30 pontos. Entre as empresas de tecnologia, TSMC recuou 2,9%, influenciada por seu relatório de receitas de novembro; HTC caiu 2,2% e Hon Hai teve perda de 2,3%. O índice da bolsa taiwanesa registrou perda de 3,5% nesta semana.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou em forte queda, com as preocupações sobre a crise da dívida da Europa eclipsando a boa notícia vinda da China - que divulgou dados de inflação de novembro melhores do que os esperados. O índice S&P/ASX 200 teve baixa de 1,82% e Falta de acordo na Europa derruba bolsas asiáticas; HK desaba 2,7%

Alinhada com as perdas de outros mercados, a Bolsa de Manila, nas Filipinas, também recuou. O índice PSE retrocedeu 0,47% e terminou aos 4.292,50 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em baixa, seguindo as demais asiáticas. O índice Straits Times recuou 1,2% e fechou aos 2.694,60 pontos, fechando a semana em baixa de 2,8%.


O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, cedeu 0,6% e fechou aos 3.759,61 pontos, com debandada de investidores estrangeiros.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, cedeu 0,83% e fechou aos 1.034,63 pontos.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 0,9% e fechou aos 1.460,13 pontos, pressionado por perdas nos papéis dos setores de construção. As informações são da Dow Jones

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame