MERCADOS

Fim de novela: acionistas da Smiles aprovam incorporação pela Gol

PUBLICADO EM: 25.3.21 | 7H17
ATUALIZAÇÃO: 25.3.21 | 7H27
Proposta foi aprovada na noite de quarta em assembleia geral depois que a companhia aérea aumentou duas vezes no mesmo dia os termos de troca da reorganização societária
Gol prepara Plano B para Smiles

Smiles deixará de existir como companhia na bolsa e será incorporada pela Gol

Foto de Marcelo Sakate da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Marcelo Sakate

Editor da EXAME Invest, jornalista com MBA em Mercado de Capitais e experiência em Folha de S. Paulo, Veja, 6 Minutos e CNN Brasil | marcelo.sakate@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Uma das novelas corporativas mais arrastadas dos últimos anos chegará ao fim: acionistas minoritários da Smiles (SMLS3) aprovaram a proposta de incorporação da companhia pela Gol Linhas Aéreas (GOLL4) em assembleia encerrada na noite de quarta-feira, 24. Votaram a favor a maioria dos presentes na assembleia virtual realizada em segunda chamada.

Segundo fato relevante divulgado pela companhia, todos os termos e as condições da última proposta foram aprovados. Na própria quarta-feira, mais cedo, a Gol decidiu melhorar e aumentar duas vezes os termos de troca de sua proposta a fim de tentar convencer os acionistas da Smiles.

A Gol defende que a operação é fundamental para gerar mais valor para as duas companhias e para a sua saúde financeira, pois permitirá o aumento da geração de caixa.

Esses efeitos se tornaram ainda mais importantes, segundo analistas, em momento delicado em que o agravamento da pandemia e a alta do combustível de aviação e do dólar derrubam as receitas e pressionam os custos da companhia, respectivamente.

Mas a proposta de incorporação em busca dos ganhos esperados veio muita antes da pandemia, originalmente em 2018.

O preço implícito aprovado foi de 27 reais por ação da Smiles.

A oferta ficou dessa forma -- cada detentor de uma ação ordinária da Smiles receberá:

  • Uma parcela de 9,14 reais mais 0,661 de ação preferencial da Gol;
  • ou uma parcela 22,54 reais mais 0,165 de ação preferencial da Gol.

A decisão sobre qual remuneração escolher ficará a critério dos acionistas titulares de ações da Smiles.

Participaram da assembleia acionistas representando o equivalente a 82,49% do capital social votante e a 63,06% das ações em circulação. Na primeira chamada da assembleia, no último dia 15, o quórum mínimo não havia sido atingido, como sinal de insatisfação com os termos até então apresentados pela Gol.

Originalmente, em 7 de dezembro de 2020, data da proposta de incorporação, o preço não afetado da ação da Smiles era de 21,73 reais.

Segundo a Smiles, em relação ao preço ponderado por volume (VWAP) para os 30 dias anteriores ao anúncio da potencial transação, a proposta aprovada representou um aumento do prêmio de 26,3% para 47,9%. Na comparação com o preço não afetado, representou um aumento do prêmio ofertado de 2,7% para 20,3%

Foto de Marcelo Sakate da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Marcelo Sakate

Editor da EXAME Invest, jornalista com MBA em Mercado de Capitais e experiência em Folha de S. Paulo, Veja, 6 Minutos e CNN Brasil | marcelo.sakate@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame