Exame Invest
Mercados

Gol terá aporte de US$ 200 mi da American Airlines; entenda o acordo

PUBLICADO EM: 15.9.21 | 8H42
ATUALIZAÇÃO: 16.9.21 | 6H20
Companhia passará a deter 22,2 milhões de ações preferenciais recém-emitidas da Gol, a US$ 9 o papel
Gol Smiles aprova fusão

American Airlines passa a deter 22,2 milhões de ações preferenciais recém-emitidas da Gol | Foto: Array/Reprodução

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A Gol (GOLL4) anunciou ao mercado nesta manhã de quarta-feira, 15, a expansão de sua cooperação comercial com a American Airlines por meio de um acordo de codeshare exclusivo pelos próximos três anos.

Como parte do acordo, a Gol receberá da American Airlines um investimento em equity de 200 milhões de dólares (1,05 bilhão de reais). A American Airlines passa a deter 22,2 milhões de ações preferenciais recém-emitidas da Gol, com uma participação de 5,2% da companhia. As informações foram divulgadas pela Gol em fato relevante.

O preço por ação na operação será de 9,00 dólares, ou 47,03 reais ao câmbio da terça-feira, dia 14. É um prêmio de 144% em relação aos 19,28 reais no fechamento de terça e de 31,8% em relação ao preço médio de negociação no segundo semestre de 2019, pré-pandemia.

Nos últimos 12 meses, o papel acumula uma queda de 8,16%.

O codeshare representa um acordo de compartilhamento de voos entre companhias aéreas, ou seja, o cliente pode comprar a passagem pela American Airlines e viajar com o avião da Gol.

Segundo a companhia brasileira, a exclusividade adicionada ao codeshare aumenta as oportunidades de viagens dos passageiros e melhora a posição competitiva da Gol nas rotas que conectam América do Sul e Norte.  

“Acreditamos que isso fortalecerá ainda mais a presença da Gol nos mercados internacionais, acelerará nosso crescimento de longo prazo e maximizará o valor para nossos acionistas. Também ratifica a confiança no crescimento da companhia conforme a economia se reabre e a demanda por viagens aumenta”, afirma no documento o CEO da Gol, Paulo Kakinoff. 

Em vigor desde fevereiro de 2020, os voos da parceria atualmente operam nos hubs da Gol em São Paulo e no Rio de Janeiro, integrando 34 opções de rotas brasileiras e internacionais, como é o caso de Montevidéu, no Uruguai.

O aprofundamento da parceria da American com a Gol é um desfecho natural depois que a Delta Airlines deixou a companhia brasileira, no fim de 2019, para assumir um investimento na chilena Latam.

Imagem da Editoria Exame Invest
Da Redação

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame