MERCADOS

Ibovespa avança com NY em dia dados de inflação; Embraer dispara 15%

PUBLICADO EM: 10.6.21 | 12H00
ATUALIZAÇÃO: 10.6.21 | 15H48
Índice de preços dos Estados Unidos acelera e atinge 5% no acumulado de 12 meses

Resumo do investidor

Às 15h45: - Ibovespa avança 0,36%, aos 130.369 pontos - Dolár comercial é negociado em alta de de 0,20%, a 5,079 reais - EUA: Dow Jones sobe 0,18%, S&P 500 avança 0,46% e Nasdaq registra alta de 0,70%

Painel; Bolsa; iBovespa; B3Germano Lüders20/10/2016

Painel com cotações na B3 | Foto: Germano Lüders/Exame

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O Ibovespa deixou o terreno da estabilidade e opera em alta nesta quinta-feira, 10, com os investidores acompanhando o avanço das bolsas americanas após a divulgação de dados de inflação nos EUA. Às 15h45, o principal índice da B3 avança 0,36% aos 130.369 pontos.

Bastante aguardado desde o início da semana, o Índice de Preço ao Consumidor americano (CPI, na sigla em inglês) de maio ficou em 0,6%, elevando a inflação de 12 meses de para 5%. A expectativa era de que o CPI caísse em 4,7% na comparação anual. 

Segundo a equipe de research BTG Pactual digital (do mesmo grupo controlador da Exame), o aumento da inflação nos EUA pode intensificar os receios dos agentes de mercado de que a alta dos preços não é temporária, pressionando o Federal Reserve (Fed, banco central americano) a rever sua política de estímulos e juros baixos. 

Mas, apesar do resultado acima do esperado para a inflação, os mercados reagiram positivamente, com as principais bolsas internacionais se firmando no campo positivo e o dólar perdendo força no mundo.

Às 15h30, o Dow Jones avança 0,18%, enquanto o S&P 500 e o Nasdaq apresentam altas de 0,46% e 0,70%, respectivamente. Já o dólar opera em leve baixa frente a outras moedas fortes, com o dollar index (DYX) recuando 0,05%. Contra o real, a moeda americana segue em movimento de correção e sobe pelo segundo dia consecutivo, em alta de 0,2%, a 5,079.

"Apesar da alta, não é nada que sinalize uma aversão ao risco muito grave. O mercado está confiando nas palavras do Federal Reserve, de que a inflação americana é passageira", diz Pablo Spyer, diretor de operações da EQI

Outro ponto é que o mercado de trabalho americano ainda não está plenamente recuperado – e essa é uma das condições do Fed para alterar sua política. 

Os dados de pedidos semanais de seguro desemprego dos EUA, também divulgados nesta manhã, foram revisados para cima, passando de 385.000 para 405.000 pedidos, enquanto o resultado desta semana ficou acima das expectativas de 370.000, em 376.000 pedidos. 

Destaques

A maior alta do Ibovespa é da Embraer (EMBR3), cujos papéis disparam quase 15%, após a Bloomberg noticiar que sua subsidiária Eve negocia uma possível fusão com a empresa americana Zanite Acquisition.

Na sequência, aparecem as ações da Locaweb (LWSA3), que se valorizam 5,64%, depois de a empresa informar que foi concluída a compra da Bling.

Figuram também entre as maiores altas os papéis da Braskem (BRKM5), que sobem 4,7%, após os papéis terem liderado as quedas do último pregão em meio à realização de lucros. No acumulado do ano, a empresa tem o melhor desempenho do Ibovespa, com apreciação de 150%.

Na ponta negativa, as ações da Gol (GOLL4) lideram as perdas, caindo 4,63%, com investidores realizando lucros, após os papéis terem fechado em alta na última sessão, com o anúncio da aquisição da MAP, a quinta maior companhia aérea do país.

Entre as ações com maior participação no índice, as da B3 (B3SA3) pesam negativamente, voltando a cair mais de 3%, com possível concorrência com a fintech Market 2 Market, que recebeu o aval da CVM para atuar como central depositária de certificados de recebíveis do agronegócio (CRA). A empresa seria concorrente da B3 nesse mercado.

 

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame