Ibovespa acompanha NY e cai 2,95% com temores ampliados sobre inflação nos EUA | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Ibovespa acompanha NY e cai 2,95% com temores ampliados sobre inflação nos EUA

PUBLICADO EM: 25.2.21 | 9H28
ATUALIZAÇÃO: 25.2.21 | 18H29
Pessimismo em Wall Street pressiona ações do mercado brasileiro e Petrobras cai apesar de resultado acima das expectativas
B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Após abrir em alta nesta quinta-feira, 25, o Ibovespa entrou no campo negativo, passando a acompanhar as bolsas de Nova York, que tiveram forte queda em meio à cautela com os sinais de inflação nos Estados Unidos. O Ibovespa recuou 2,95% e encerrou o dia aos 112.256 pontos.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

No mercado americano, os rendimentos dos Treasuries de dez anos atingiram 1,614%, máxima em um ano, levando investidores -- preocupados com os altos valuations -- a realizar lucros em algumas ações de alto crescimento, principalmente no setor de tecnologia. 

Os principais índices do mercado americano também fecharam em forte queda. O Dow Jones caiu 1,75%, aos 31.402 pontos, o S&P500 teve queda de 2,45%, para 3.829 pontos, enquanto o índice de tecnologia Nasdaq desabou 3,52%, aos 13.119 pontos.

O resultado em Wall Street derrubou, inclusive, as ações da Petrobras (PETR3/PETR4), que chegaram a subir 4% nos primeiros minutos de negociação, após seu resultado surpreender positivamente. As ações da petroleira caíam 3,87% e 4,96%, respectivamente.

Em balanço divulgado na última noite, a Petrobras registrou registrou 59,8 bilhões de reais de lucro líquido no quarto trimestre, conseguindo reverter as perdas no ano e fechar 2020 com 7 bilhões de reais de lucro. O resultado ficou muito acima do lucro de cerca de 10 bilhões de reais projetado pelo mercado.


Recomendado para você

As ações da Vale (VALE3), que possuem maior peso sobre o Ibovespa, também seguiam em trajetória negativa e registraram queda de 2,27% antes da divulgação do balanço, previsto para esta noite. No quarto trimestre, a empresa atingiu nível recorde de vendas para a China e ainda aproveitou o bom momento do minério de ferro, que dobrou de valor em 2020.

Já os papéis da Ambev (ABEV3), que também têm peso significativo no índice, recuaram 3,47%. A companhia  divulgou o resultado do quarto trimestre nesta manhã. No período, a empresa teve lucro líquido de 7 bilhões de reais, representando mais da metade do total de 12,108 bilhões de reais obtidos no ano todo.

“Quase todos os papéis do Ibovespa encerraram o dia no vermelho. Mesmo as poucas ações que subiram tiveram um movimento comprador bastante moderado”, afirma Stefany Oliveira, analista da Toro Investimentos. 

O tom negativo do mercado internacional passou pelo câmbio, com o dólar subindo frente ao real, acompanhando o movimento externo da moeda. A moeda americana fechou em alta ante o real nesta quinta-feira, 25, mesmo com o Banco Central intervindo duas vezes no mercado de câmbio.

Cenário interno

O dólar subiu 1,72% e encerrou o dia negociado a 5,514 reais -- o maior patamar desde 5 de novembro de 2020, quando a moeda fechou o pregão a 5,5455 reais.

No cenário interno, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), confirmou nesta quinta-feira que a votação da chamada PEC Emergencial ocorrerá apenas na quarta-feira.

 O motivo são as críticas ao texto do relator, senador Marcio Bittar (MDB-AC), que defende a mudança de um artigo da Constituição que estabelece percentuais mínimos de gastos em saúde e educação, tanto no governo federal quanto em estados e municípios.

O mercado espera a aprovação do projeto para garantir que a nova rodada do auxílio emergencial não fure o teto de gastos.

Retomada nos EUA e inflação no Brasil

O mercado americano também repercutiu os dados econômicos divulgados nesta manhã, que vieram mistos. Enquanto os pedidos semanais de seguro desemprego ficaram em 730.000 - cerca de 100.000 abaixo do esperado -, o PIB americano do quarto trimestre foi revisado para alta de 4,1% ante expectativa de revisão para 4,2%.

Mas não é só os Estados Unidos que estão preocupados com a alta da inflação. No Brasil, o IGP-M de fevereiro voltou a superar as estimativas, ficando em 2,53% e aumentando a expectativa de elevação da taxa Selic. Na bolsa, os juros futuros com vencimento em 2022 são negociados em alta de 1,7%.

"O resultado confirma o IPCA-15 divulgado ontem (24), que mostrou descompressão de alimentos, habitação e vestuário, ao passo que a inflação de transportes segue pressionada devido a alta do combustível", avaliam analistas da Exame Invest Pro.


Leia também

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame