MERCADOS

Ibovespa chega aos 118 mil pontos com expectativa de estímulos e vitória de Lira

PUBLICADO EM: 2.2.21 | 9H25
ATUALIZAÇÃO: 2.2.21 | 18H22
Petrobras é peso positivo para o índice, enquanto Vale e Itaú caem e seguram os ganhos da bolsa; dólar cai 1,7%
Bolsa fundos sacam 31 bilhões em ações

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O Ibovespa subiu nesta terça-feira, 2, acompanhando as bolsas internacionais, que avançam na esperança de que um novo pacote fiscal seja aprovado nos Estados Unidos. Na noite de ontem, o presidente Joe Biden se encontrou com dez senadores republicanos e ambos os lados afirmaram que as conversas foram “produtivas”.

O principal índice da bolsa brasileira teve ganhos de 0,77% impulsionado pela alta dos papéis da Petrobras (PETR3;PETR4) e chegou aos 118.233 pontos. Na máxima do dia, o Ibovespa alcançou os 119.805 pontos, mas a queda das ações de Vale (VALE3) e Itaú (ITUB4) contribuíram para tirar o índice das máximas.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

Em meio à expectativa de mais estímulos na principal economia do mundo, o petróleo Brent se valorizou 2,17%, favorecendo as ações da Petrobras (PETR3;PETR4), que subiram mais de 3,45% e 4,11% respectivamente, contribuindo para o tom positivo do índice. Nesta terça-feira, a companhia ainda deve divulgar seu relatório de produção e vendas.

Por outro lado, a queda de quase 8% do minério de ferro pressionou os papéis da Vale (VALE3), que recuaram cerca de 3,96%. Siderúrgicas também foram negociadas em queda. A forte desvalorização da commodity ocorre antes do feriado de Ano Novo Chinês, que inicia na quinta-feira, 11, e interromperá as negociações de minério de ferro na bolsa de Dalian por uma semana.

No mercado local, o bom humor é potencializado pela vitória dos candidatos do governo na disputa pelas presidências da Câmara e do Senado. A expectativa é de que, com Arthur Lira na Câmara e Rodrigo Pacheco no Senado, o governo tenha mais facilidade em aprovar pautas econômicas, como reformas e até privatizações. 

Para André Perfeito, economista-chefe da Necton, o resultado das eleições no Congresso “deve reafirmar certo viés fiscalista nas casas legislativas”. Ele, contudo, não vê um caminho fácil para o governo e afirma que as incertezas fiscais persistem. “Ainda persistem dúvidas quanto ao trâmite de reformas macro bem como o respeito ao teto dos gastos num ambiente dominado pela agenda da pandemia e de gastos maiores com o auxílio emergencial”, diz em nota.

Na bolsa, as ações do Itaú (ITUB4) caíram 2,13%, após a divulgação do resultado do quarto trimestre. No balanço, a empresa registrou lucro recorrente de 5,4 bilhões de reais, 26% abaixo do registrado no mesmo período de 2019. No ano, o lucro líquido do banco ficou em 15,1 bilhões de reais, 45,8% abaixo dos 27,8 bilhões de reais de 2019.

Após a divulgação do resultado, analistas da Exame Research reiteraram a recomendação de venda nos papéis. Entre os riscos elencados pela equipe da casa, foram apontados o de inadimplência ser mais alta “dado os efeitos das renegociações da carteira [de crédito]” e a regulamentação do open banking gerar maior concorrência com fintechs.

Bolsas internacionais

Os índices de ações dos Estados Unidos também subiam nesta terça-feira, repercutindo progressos para aprovação de um pacote de recuperação para a economia. Os três principais índices americanos encerraram o pregão em terreno positivo. O Dow Jones avançou 1,58%, para 30.688 pontos, e o S&P500 teve ganhos de 1,39% e atingiu os 3.826 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq subiu 1,56% para 13.612 pontos. 

Os investidores também antecipam fortes balanços das gigantes de tecnologia Amazon e Alphabet, -- controladora do Google -- que divulgam seus números do quarto trimestre após o fechamento do mercado. O temor com o fenômeno GameStop também diminui conforme as ações perdem valor de mercado. Os papéis da varejista de games sofreram queda de quase 60% nesta terça-feira. 

Na Europa, os índices também repercutiram a esperança de estímulos e redução com temores especulativos. As principais bolsas da região fecharam em alta, e o índice pan-europeu STOXX600 encerrou o dia com avanço de 1,29%, aos 405 pontos.

Câmbio 

O tom positivo também dita os negócios no mercado de câmbio, com investidores desmontando posições defensivas em dólar e levando a moeda americana a se depreciar contra as principais divisas emergentes. No Brasil, o dólar teve o segundo pregão de queda, após subir 5,51% em janeiro. A divisa americana recuou 1,74% e encerrou o dia negociada a 5,354 reais.

"O desempenho do real foi o melhor entre as 16 principais moedas globais em função da expectativa pelo andamento das reformas no Brasil aliada ao movimento global de apetite ao risco", avalia Lucas Carvalho, analista da Toro Investimentos.

 

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame