Exame Invest
Mercados

Na contramão de NY, Ibovespa sobe após aprovação da PEC dos Precatórios

PUBLICADO EM: 10.11.21 | 9H22
ATUALIZAÇÃO: 10.11.21 | 18H06
IPCA sobe 1,25% e atinge a maior variação para um mês de outubro em quase 10 anos; bolsas americanas reagem ao CPI

Resumo do investidor

Às 15h15: - Ibovespa sobe 1,21%, aos 106.816 pontos; - Dólar comercial avança 0,14%, negociado a 5,502 reais; - EUA: Dow Jones tem queda de 0,36%, S&P 500 recua 0,43% e Nasdaq cai 1,03%.

B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada | Guilherme Guilherme

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O Ibovespa sobe 1,21%, aos 106.816 pontos, às 15h15 desta quarta-feira, 10, estendendo os ganhos da véspera, após a aprovação em segundo turno da PEC dos Precatórios pela Câmara dos Deputados

O movimento ocorre mesmo após dados de inflação saírem acima das expectativas no Brasil e Estados Unidos. Em Wall Street, os principais índices de ações operam em queda, com destaque negativo para o Nasdaq, que recua mais de 1% nesta tarde. Já dólar, acompanha sua valorização frente a moedas emergentes e avança 0,14%, negociado a 5,502 reais.

“A PEC diminui o espaço para maiores gastos públicos tanto nesse ano quanto no ano que vem. Isso ajuda o mercado interno, trazendo uma continuação da correção do Ibovespa observada ontem, ignorando as quedas no exterior”, afirma Matheus Jaconeli, economista da Nova Futura Investimentos.

A princípio bastante criticada por driblar o teto de gastos, a proposta agora é vista pelo mercado como a ‘menos prejudicial’ para as contas públicas entre as opções apresentadas pelo governo. A PEC ainda deve passar pelo Senado, mas investidores já estão otimistas com o andamento de outras pautas econômicas que podem ser destravadas após a aprovação total da proposta.

Por aqui, investidores também ficam atentos ao avanço da inflação, que surpreendeu o mercado mais uma vez, com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subindo 1,25 por cento em outubro e atingindo 10,67% em 12 meses. Esta foi a maior variação para um mês de outubro desde 2012.

O resultado aumenta a pressão para que o Banco Central implemente altas mais fortes na taxa básica de juros, a Selic, que atualmente está em 7,75% ao ano. A perspectiva impulsiona as ações dos grandes bancos, que são o principal suporte para a alta do Ibovespa. O destaque fica com os papéis do Bradesco (BBDC4), que avançam mais de 6%.

Confira o e-book gratuito da EXAME com 30 formas práticas para alcançar sua liberdade financeira ao investir.

No exterior a alta de preços também preocupa e as bolsas internacionais recuam após a divulgação dos dados de inflação nos Estados Unidos. Nesta quarta-feira, foi divulgado o Índice de Preço ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu  subiu 0,9% no mês passado, sob expectativa de alta mensal de 0,6%, com a inflação acumulada de 12 meses passando de 5,4% para 6,2% -- o maior avanço anual desde novembro de 1990. 

O resultado aumenta a pressão para que o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) eleve a taxa de juros, atualmente no patamar entre 0% e 0,25%. 

O Nasdaq, índice de tecnologia, é o mais afetado por uma possível alta de juros e recua 1,03%, enquanto o Dow Jones tem queda de 0,36% e o S&P 500 cai 0,43%.

Destaques de ações

As ações da varejista de produtos para animais de estimação Petz (PETZ3) estão entre os maiores ganhos do Ibovespa nesta quarta-feira, avançando mais de 6% após a empresa anunciar uma nova oferta de ações (follow-on) de 41 milhões de ações, que pode movimentar 854 milhões de reais considerando o preço de fechamento de 20,83 reais das ações na última sessão. 

O anúncio animou os investidores, que ontem já haviam feito os papéis da varejista disparar 6,22% em resposta aos resultados do terceiro trimestre de 2021.

As ações dos bancos também apresentam fortes altas, se recuperando do tombo dos últimos dias com a perspectiva de novas altas nos juros diante do avanço da inflação. Banco Pan (BPAN4) e Inter (BIDI11), que estiveram entre as maiores baixas no início da semana, hoje avançam mais de 7%. 

Na ponta oposta, as ações da Braskem (BRKM5) desabam 10,27% mesmo após reverter prejuízo em seu resultado do terceiro trimestre. A petroquímica teve lucro líquido de 3,537 bilhões de reais no terceiro trimestre, ante prejuízo de 1,41 bilhão em igual etapa de 2020.

Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Beatriz Quesada | Guilherme Guilherme

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame