Exame Invest
Mercados

Ibovespa fecha em alta à espera de votação da PEC dos Precatórios

PUBLICADO EM: 9.11.21 | 10H23
ATUALIZAÇÃO: 9.11.21 | 19H13
Proposta que adia pagamento e altera regra do teto de gastos deve ser votada em segundo turno nesta terça

Resumo do investidor

- Ibovespa sobe 0,72% e fecha o pregão aos 105.535 pontos; - Dólar comercial cai 0,83% e encerra sessão a 5,495 reais; - EUA: S&P 500 cai 0,35%, Dow Jones, 0,31% e Nasdaq, 0,6%.

Small Caps

Painel de cotações da bolsa brasileira, a B3 | Foto: Germano Lüders/Exame

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

O Ibovespa encerrou o pregão desta terça-feira, 9, em alta de 0,72%, aos 105.535 pontos, com investidores à espera da votação em segundo turno da PEC dos Precatórios, prevista para hoje. Na proposta, que adia o pagamento de dívidas judiciais, também foram incluídas alterações na regra do teto de gastos, abrindo espaço no orçamento para o aumento de despesas com programas sociais. No mercado de câmbio, o dólar caiu 0,83%, a 5,495 reais.

Com o sobe e desce do mercado, seu dinheiro não pode ficar exposto. Aprenda como investir melhor.

O pregão fechou com o plenário da Câmara dos Deputados ainda votando os destaques ao texto-base da PEC dos Precatórios, aprovado em primeiro turno na Casa na semana passada. Apenas após a conclusão dessa etapa, ele será votado em segundo turno.

Embora o mercado não tenha gostado das mudanças no teto, a alternativa é vista como a ‘menos pior’ para acomodar o Auxílio Brasil, novo programa social do governo que será implementado de forma temporária após o encerramento do Bolsa Família.

No mercado, a aprovação apertada da PEC em primeiro turno gerou desconfiança de que o texto não seria aprovado. As preocupações foram reforçadas após a ministra do STF Rosa Weber suspender a execução orçamentária das emendas de relator que haviam sido utilizadas nas negociações para aprovar a PEC -- o instrumento de distribuição de recursos ficou conhecido como "orçamento secreto".

O desdobramento fez o Ibovespa perder força ao longo da tarde -- o índice chegou a subir 1,81%, aos 106.674 pontos. Mas a rejeição de destaques apresentados pela oposição reforçaram as expectativas de que a base aliada conseguirá aprovar a matéria em segundo turno. Os deputados ainda tiraram do texto trecho que pretendia alterar a chamada regra de ouro.

Apesar das incertezas locais, o mercado brasileiro fechou no azul contrariando o movimento nos Estados Unidos, onde as bolsas caíram após os índices americanos terem batido recordes no último pregão.

No exterior, investidores ainda repercutem o índice de preço ao produtor americano (PPI, na sigla em inglês), divulgado nesta manhã. Referente ao mês de outubro, o PPI ficou em 0,4%, abaixo das expectativas de 0,5%. No acumulado de 12 meses, o PPI foi de 8,6%.

Em Wall Street, o S&P 500 caiu 0,35%, Dow Jones registrou baixa de 0,31% e Nasdaq recuou 0,6%.

Destaques da bolsa

Na bolsa brasileira, a temporada de balanços segue fazendo preço. Os papéis da loja para animais domésticos Petz (PETZ3) subiram 6,22%, após o lucro líquido crescer 56% na comparação anual para 26,6 milhões de reais. As vendas em mesmas lojas cresceu 21,8% e a receita, 43% para 616,6 milhões de reais. Além do resultado, a empresa ainda informou que planeja abrir 50 lojas no ano que vem.

As maiores altas do Ibovespa, contudo, foram lideradas pela Magazine Luiza (MGLU3), que disparou 10,06% antes da apresentação do balanço do terceiro trimestre, previsto para a noite de quinta-feira, 10. A Via (VIIA3) e Americanas (AMER3), que divulgam resultado no mesmo dia, sobem 6,8% e 7,65%, respectivamente. O movimento ainda tem o respaldo das taxas de juros futuras, que fecharam o dia em queda, ainda que próximas das máximas de 2018.

Por outro lado, a agenda de resultados não fez bem para os papéis da Gol (GOLL4), que recuaram 3,41%. Em balanço desta manhã, a companhia aérea registou prejuízo líquido de 2,53 bilhões de reais, mais que o dobro do consenso de perda de 1,13 bilhão de reais e 49% acima do registrado no terceiro trimestre de 2020. Ao menos, a receita saiu levemente mais forte do que a esperada, em 1,92 bilhão de reais ante a expectativa de 1,89 bilhão de reais.

O BTG Pactual (BPAC11, do mesmo grupo controlador da Exame), que também apresentou resultado nesta manhã, caiu 4,18%.

Também na ponta negativa, a Vale (VALE3), com maior representação no Ibovespa, caíram 2,46%, acompanhando a desvalorização do minério na China, e impede uma alta ainda maior do índice. Outros setores voltados à exportação, como o de frigoríficos e papel e celulose, operam em queda, pressionados pela desvalorização do dólar. 

PetroRio (PRIO3) registrou a maior desvalorização do dia, recuando 4,54%, em um movimento de correção após as altas expressivas na última semana.

*Com a Reuters

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame