Exame Invest
Mercados

Ibovespa sobe com ações da Vale; Embraer dispara com venda de até 80 jatos

PUBLICADO EM: 12.7.21 | 10H34
ATUALIZAÇÃO: 12.7.21 | 16H08
Ações brasileiras se valorizam, capturando altas de sexta-feira, 9, quando a B3 ficou de fora das fortes ganhos registradas em bolsas internacionais

Resumo do investidor

Às 16h05: - Ibovespa avança 1,76%, aos 127.633 pontos - Dólar comercial recua 1,11%, e é negociado a 5,181 reais - EUA: Dow Jones sobe 0,29%, S&P 500 tem alta de 0,27% e Nasdaq avança 0,12%

Bolsa: Ibovespa avança e caminha para oitava alta em nove pregões

Painél de cotações da B3 | Foto: Germano Lüders/Exame

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

 

O Ibovespa sobe nesta segunda-feira, 12, absorvendo as altas da última sexta-feira, 9, quando os principais índices americanos bateram recordes e as ADRs de ações brasileiras subiram, enquanto a B3 estava fechada devido ao feriado. Às 16h05, o Ibovespa subia 1,76%, aos 127.633 pontos.

O movimento é impulsionado pela valorização das ações da Vale (VALE3), que têm a maior participação no índice e avançam 1,58%. As siderúrgicas também avançam repercutindo a alta no preço do minério de ferro, que subiu 1,43% no porto de Qingdao, para 217,85 dólares a tonelada.

No mercado internacional, as bolsas operam no positivo, com investidores avaliando os efeitos econômicos da variante Delta do coronavírus e à espera do início da temporada de balanços do segundo trimestre nos Estados Unidos, que começa amanhã.

Sem grandes divulgações macroeconômicas nesta segunda, investidores voltam as atenções às notícias corporativas. Entre os destaques do Ibovespa, estão as ações da Embraer (EMBR3), que lideram as altas do índice, subindo cerca de 7%. A valorização ocorre após a empresa ter anunciado a encomenda de até 80 jatos E195-E2 pela Porter Airlines por 5,82 bilhões de dólares. Segundo o anúncio, a Porter tem um pedido firme de 30 jatos, com direito de compra de mais 50 do mesmo modelo.

"Com este pedido para até 80 de nossas maiores aeronaves, o E2 está fazendo uma estreia impressionante na América do Norte. Além de ser a aeronave mais silenciosa e eficiente em consumo de combustível do segmento, o E195-E2 também se destaca pelo excelente desempenho operacional,” disse Arjan Meijer, Presidente da Embraer em comunicado ao site da empresa.

Na sequência das maiores altas aparecem os papéis da Cosan (CSAN3), que avançam 5,88%. As ações sobem com a notícia de que o governo do estado de São Paulo propôs renovar por 20 anos a concessão da Comgás, controlada pelo grupo Cosan. A concessão vence em 2029, mas o governo defende a renovação antecipada. 

No radar, também está a incorporação das operações brasileiras da Domino's pela Burger King Brasil (BKBR3). Refletindo a operação, as ações da companhia sobem 7,14% nesta segunda-feira.

As ações da Azul (AZUL4) operam em alta de 2,96%, após a companhia apresentar dados operacionais de junho. No mês, a empresa registrou alta de 280% no volume de passageiros em relação ao mesmo período do ano passado. O setor aéreo é uma das principais apostas de investidores que querem obter lucros com a diminuição das restrições de mobilidade.

"Com os esforços contínuos para a vacinação no Brasil, a demanda doméstica já está nos níveis de 2019 e atingimos nosso recorde, voando para 120 destinos. Continuamos reconstruindo nossa malha, enquanto mantemos nossa expansão de margem e desenvolvemos nosso negócio de logística”, disse John Rodgerson, presidente da Azul, em comunicado ao mercado.

Em dia de estreia na B3, as ações da empresa do agronegócio 3tentos (TTEN3) chegaram a subir mais de 4% nos primeiros negócios do pregão. Mas a forte valorização durou pouco e a ação passou a recuar quase 2%. Na oferta pública inicial (IPO, na sigla e inglês), as ações saíram por 12,25 reais.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame