Exame Invest
Mercados

Ibovespa opera em queda com cenário fiscal e pacote de Biden no radar

PUBLICADO EM: 10.8.21 | 10H33
ATUALIZAÇÃO: 10.8.21 | 17H16
Vale e Petrobras sobem apesar da queda do índice; PetroRio lidera altas, enquanto Oncoclínicas estreia em queda

Resumo do investidor

Às 16h05: - Ibovespa cai 0,5%, aos 122.409 pontos; - Dólar comercial cai 0,94% e é negociado a 5,198 reais - EUA: Dow Jones sobe 0,49%, S&P500 tem alta de 0,11% e Nasdaq cai 0,46%

Bolsa fundos sacam 31 bilhões em ações

Painel de cotações da B3 | Foto: Germano Lüders/Exame

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

O Ibovespa opera em queda nesta terça-feira, 10, com investidores avaliando o cenário fiscal doméstico e monitorando o andamento do projeto de infraestrutura de 1 trilhão de dólares nos Estados Unidos. Às 16h05, o principal índice da B3 cai 0,5%, aos 122.409 pontos. No mercado de câmbio, o dólar recua 0,94%, sendo negociado a 5,19 reais na venda.

O pacote trilionário do presidente Joe Biden recebeu o aval do Senado nesta terça e segue para aprovação da Câmara. No mercado americano, a esperança de aprovação do estímulo fiscal impulsiona a alta do Dow Jones, mais ligado à economia tradicional, enquanto investidores analisam seus riscos inflacionários.

Com a expectativa de que o programa americano aumente a demanda por aço nos Estados Unidos, a Gerdau (GGBR4) sobe 2,68%, mesmo com mais um pregão de queda do minério de ferro na China. A Vale (VALE3), com a maior participação do Ibovespa, sobe 0,88%.

No Brasil, o pregão reflete as preocupações do mercado com a PEC dos precatórios e com o novo Bolsa Família. O Ministério da Economia divulgou nesta terça-feira a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios, que propõe o pagamento parcelado dessas dívidas pela União em dez vezes para precatórios com valor superior a 66 milhões de reais. A medida é criticada por especialistas, que enxergam uma tentativa de pedalada para driblar o teto de gastos.

Investidores também aguardam esclarecimentos sobre como o governo vai financiar o Auxílio Brasil, novo programa social que deve substituir o Bolsa Família. O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou ontem que o Auxílio Brasil não deve estourar o teto de gastos, mas as fontes de financiamento do benefício ainda não foram estabelecidas. O valor médio do Bolsa Família é de cerca de 190 reais, e o presidente Jair Bolsonaro já anunciou que o novo programa terá um reajuste médio de pelo menos 50%.

Dados macroeconômicos também ficam no radar. O IPCA de julho, divulgado nesta manhã, acelerou de 0,53% para 0,96%, ficando levemente acima do consenso de 0,94%. No acumulado de 12 meses, a inflação ficou em 8,99%. Na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), também divulgada nesta manhã, foi reforçada a necessidade de novas altas de juros para a ancoragem das expectativas de inflação para 2022.

Destaques da Bolsa

As ações da Petrobras (PETR3/PETR4), que ontem pesaram negativamente no pregão, hoje sobem em torno de 0,8%. A alta ocorre em linha com a valorização do petróleo no mercado internacional. Em Londres, o petróleo Brent, referência para a política de preço da estatal, avança 3%, após chegar a acumular queda de 10% desde a última semana. A desvalorização vinha sendo puxada por temores sobre o nível da demanda em meio a uma crescente oferta, com o acordo para aumento de produção entre membros da OPEP. 

Do mesmo setor, as ações da PetroRio (PRIO3) disparam 5,86% e lideram as altas do Ibovespa. Na sequência aparecem os papéis da Embraer (EMBR3), que sobem mais de 3%, após anunciar o pedido de 16 novas aeronaves E175 para a SkyWest para operar na rede Delta Airlines. Com entrega prevista para 2022, a venda foi firmada em contrato de 798,4 milhões de dólares.

Fora do índice, as ações da Oncoclínicas (ONCO3) estreiam em queda de 3,09%, após a empresa ter movimentado cerca de 3 bilhões em sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês). Na oferta, as ações da empresa de tratamento de câncer foram precificadas a 19,75 reais, abaixo do piso da faixa indicativa de 22,21 reais. 

Já as units do BTG Pactual (BPAC11, do mesmo grupo controlador da Exame) recuam 0,16% após alta de quase 3% mais cedo, com investidores reagindo ao balanço do segundo trimestre. No período, o banco teve lucro líquido ajustado de 1,72 bilhão de reais no segundo trimestre, representando um crescimento de 74% na comparação anual. O resultado foi o melhor de sua história. Investidores aproveitam a divulgação do resultado para corrigir posições após a alta de quase 4% das units no pregão da véspera. 

A maior queda do índice fica com as ações da Iguatemi (IGTA3), que caem 3,64% após a divulgação de seu balanço do segundo trimestre de 2021, divulgado ontem à noite. Para analistas da Ativa Investimentos, a operadora de shoppings mostrou um resultado pior que as concorrentes do setor apesar de seu lucro ter sido 495% maior em relação ao mesmo período de 2020.

 “Apesar da aceleração na recuperação das vendas, destaca-se a vacância de 10% no portfólio, a maior entre seus pares, e a alta de 92% em um ano nas despesas com investimentos digitais”, afirmam em nota.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Foto de Beatriz Quesada da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme | Beatriz Quesada

Repórteres da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame