Exame Invest
MERCADOS

Índice de blue-chips da China tem maior queda em mais de 7 meses

PUBLICADO EM: 4.3.21 | 8H12
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 3,15%, sua maior queda diária desde janeiro de 2020
China-Evergrande-bolsa-Xangai

O índice de Xangai teve queda de 2,05% (REUTERS)

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

As ações chinesas caíram nesta quinta-feira, com o índice de blue-chips registrando a maior queda em mais de sete meses depois que os investidores se desfizeram de ativos ligados a consumo e matérias-primas devido a preocupações com as altas valorizações.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 3,15%, sua maior queda diária desde janeiro de 2020, enquanto o índice de Xangai teve queda de 2,05%.

O subíndice de consumo perdeu 4,91%, enquanto o de matérias-primas cedeu 4,82%.

Os investidores estão deixando de lado as ações de consumo, energias renováveis e tecnologia devido a preocupações com sua valorização e adicionando posições em ações subvalorizadas nos setores imobiliário, bancários e de seguradoras, disse Yang Delong, gerente de investimentos da First Seafront Fund Management Co.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,13%, a 28.930 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,15%, a 29.236 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 2,05%, a 3.503 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 3,15%, a 5.280 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,28%, a 3.043 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,88%, a 15.906 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,48%, a 3.014 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,84%, a 6.760 pontos.

Futuros do minério de ferro sobem na China; aço fica estável

Os futuros do minério de ferro avançaram na China nesta quinta-feira e o aço fechou estável, enquanto dados mostravam aumento na demanda por produtos siderúrgicos no país.

Os futuros de referência do minério na bolsa chinesa de Dalian encerraram o pregão com alta de 2%, a 1.175 iuanes por tonelada.

Já o vergalhão de aço para construção na bolsa de Xangai fechou praticamente sem alterações, com elevação de 0,1%, a 4.849 iuanes por tonelada.

A demanda por produtos siderúrgicos na China saltou 24,9% frente à semana anterior, para 9,28 milhões de toneladas, maior nível desde a semana encerrada em 21 de janeiro, mostraram dados da consultoria Mysteel.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame