MERCADOS

Índice de blue-chips da China tem maior queda em mais de 7 meses

PUBLICADO EM: 8.3.21 | 7H46
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 3,47%, registrando o pior dia desde 24 de julho de 2020
Pedestres com máscaras de proteção caminham em frente a telão com flutuações do mercado em Xangai, na China

O índice de Xangai teve baixa de 2,3% (REUTERS)

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

O mercado acionário da China registrou a maior queda em mais de sete meses nesta segunda-feira, uma vez que a meta do governo para o crescimento econômico em 2021 abaixo do esperado provocou preocupações de que as autoridades chinesas podem apertar a política monetária para conter as fortes valorizações.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 3,47%, registrando o pior dia desde 24 de julho de 2020. O índice de Xangai teve baixa de 2,3%.

Liderando as perdas, o índice de consumo básico do CSI300 e o de saúde caíram 5,7% e 6,4% respectivamente.

Na sexta-feira, a China determinou uma meta modesta de crescimento econômico anual, de acima de 6%, o que ficou abaixo da expectativa de analistas que veem a possibilidade de a expansão superar 8%.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,42%, a 28.743 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,92%, a 28.540 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 2,30%, a 3.421 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 3,47%, a 5.080 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,00%, a 2.996 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,22%, a 15.820 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,90%, a 3.071 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,43%, a 6.739 pontos.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame