Exame Invest
Mercados

Inflação americana, Hypera, B3 e Totvs e o que mais move o mercado

PUBLICADO EM: 13.7.21 | 7H04
ATUALIZAÇÃO: 13.7.21 | 7H51
Índices de ações oscilam sem direção definida, enquanto investidores aguardam índice de preços ser divulgado nos Estados Unidos

Hypera: farmacêutica adquire 12 marcas de medicamentos da Sanofi por 190,3 milhões de dólares

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

As principais bolsas de valores operam próximas da estabilidade na manhã desta terça-feira, 13, com investidores à espera da divulgação do índice de preço ao consumidor americano  (CPI, na sigla em inglês), previsto para às 9h30. 

O consenso de mercado é de uma leve queda da inflação acumulada em 12 meses de 5% para 4,9%, com a inflação mensal apontando para uma alta de 0,5%. Um dado mais forte do que o esperado pode reacender as preocupações sobre uma possível redução de estímulos por parte do Federal Reserve (Fed). 

Durante a madrugada, os índices de preços saíram em linha com as expectativas na Europa. Na Alemanha, a inflação ao consumidor teve alta de 0,4% em junho, batendo 2,3% no acumulado de 12 meses, enquanto na França, a inflação acumulada bateu 1,5%.

Na última semana, o Banco Central Europeu sinalizou que teria uma abordagem mais branda com relação à alta de preços, podendo deixar a inflação da Zona do Euro superar a meta de 2% antes de um aperto monetário. 

No Brasil, o principal indicador econômico será sobre a dinâmica do setor de serviços, divulgado pelo IBGE. Referente ao mês de maio, o dado deve apresentar uma alta mensal de 1,3%, segundo as estimativas do mercado, chegando a um crescimento de 22,6% na comparação anual. 

A forte evolução ocorre em função da base fraca do mesmo período do ano passado, quando diversos segmentos do setor estiveram paralisados devido às medidas de isolamento. 

Hypera

A Hypera (HYPE3) anunciou nesta madrugada a aquisição de 12 marcas de medicamentos da Sanofi por 190,3 milhões de dólares. Os produtos incluem AAS, Naturetti, Cepacol Hidantal e Buclina. Segundo fato relevante divulgado pela companhia, o Brasil representou 67% da receita líquida do portfólio adquirido.

“A Transação está alinhada com a estratégia da Companhia de fortalecer sua presença no mercado brasileiro por meio de produtos com alto potencial de crescimento.” Com a aquisição, a Hypera incrementará sua atuação nas categorias de consumer health e produtos de prescrição, com destaque para sistema nervoso central e gastrointestinal”, afirma a empresa. 

Mais informações serão passadas aos investidores em teleconferências dos resultados do segundo trimestre, prevista para o próximo dia 26. 

B3 e Totvs

A B3 (B3SA3) fechou um contrato com a Totvs (TOTS3) para a subscrição de participação acionária de 37,5% do total das ações da TFS por 600 milhões de reais. A TFS é uma subsidiária da Totvs resultante da cisão parcial do segmento de serviços financeiros. Sua receita líquida foi de 140 milhões de reais, em 2020. 

Entre os serviços da empresa estão uma plataforma para fundos de Investimentos, com soluções para o processamento e controle de middlee back  office; uma plataforma de soluções de core banking voltada a pequenos e médios bancos; além de uma plataforma de processamento e gestão para operações de cartões private label

Em fato relevante sobre a entrada da B3 no negócio, a Totvs afirmou que a TFS tem o objetivo de “ser a principal opção de tecnologia B2B para o setor financeiro”.

Locaweb

A Locaweb (LWSA3), por meio de sua subsidiária Tray, fechou um contrato para a aquisição da Bagy, plataforma focada em ajudar PME’s, pessoas físicas e influenciadores a montar uma loja virtual de forma rápida e simples. Os valores envolvidos não foram informados. 

IPO da CBA

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) deve precificar sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) nesta terça. Com faixa indicativa entre 14 e 18 reais, a empresa pode levantar cerca de 2 bilhões de reais. Sua estreia na B3 está prevista para quinta-feira, 15, com o ticker CVAB3. 

SmartFit 

A SmartFit (SMFT3) precificou sua oferta a 23 reais por ação, no centro da faixa indicativa entre 20 e 25 reais, na última segunda. Considerando o lote adicional, a empresa pode arrecadar até 3,1 bilhões de reais. As ações da companhia estreiam nesta quarta na B3. 

BBM

Após ter adiado seu IPO na última semana, a BBM Logística decidiu pôr um fim às intenções de abrir capital na B3. Segundo a empresa, a dcisão foi tomada em conjunto com coordenadores da oferta, “em razão da instabilidade das condições de mercado e do  aumento da volatilidade dos mercados financeiro e de capitais brasileiro percebidos nos últimos meses”. 

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame