Lucro do BTG cresce 25% no 4º tri puxado por área de investimentos | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Lucro do BTG cresce 25% no 4º tri puxado por área de investimentos

PUBLICADO EM: 9.2.21 | 9H21
ATUALIZAÇÃO: 9.2.21 | 19H55
Área responsável por fusões e aquisições e IPOs bate recorde e impulsiona resultado no ano

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O BTG Pactual (do mesmo grupo controlador da EXAME) registrou lucro líquido ajustado de 1,258 bilhão de reais no quarto trimestre de 2020, 24,55% superior ao registrado no mesmo período de 2019 e 19,1% maior que o do trimestre anterior. No ano, o lucro líquido ajustado superou em 16,9% o de 2019, ficando em 4,050 bilhões de reais. O resultado foi divulgado na manhã desta terça-feira, 9.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

O resultado foi reflexo de seu desempenho em investment banking, responsável por assessorar empresas em processos de emissão de dívida, abertura de capital e fusões e aquisições. No trimestre, a área aumentou sua receita em 28% para 514,7 milhões de reais, estabelecendo um novo recorde.

O forte desempenho, segundo o banco, foi impulsionado principalmente pela maior capacidade de distribuição de títulos de dívida e pelo alto número de operações concluídas no mercado local de ações, seja participando de ofertas subsequentes de ações (follow-on, em inglês) ou de oferta públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês).

Na parte de fusões e aquisições, que também integra a área de investment banking, o BTG foi o líder da América Latina em volume de operações.

Análise do resultado

"Foi um lucro muito forte e com boa qualidade", resumiu Bruno Lima, analista-chefe de renda variável da EXAME Research. Lima apontou como destaques as áreas de investment banking e de crédito. "A asset também foi muito bem e isso aumenta a recorrência do resultado. A Tesouraria veio muito forte também", completou.

Lima comentou o que se pode esperar do resultado do banco em 2021. "O mercado tem estimado 4,5 bilhões de reais [de lucro] para 2021, e o quarto trimestre anualizado já aponta 4,9 bilhões de reais. O mercado vai revisar para perto de 5 bilhões de reais dado o carrego da parte de crédito, mais asset e wealth, aliado ao bom momento de investment banking."

Outras áreas e despesas

Já na frente de Sales & Trading, a receita cresceu 10,9% em relação ao quarto trimestre de 2019 para 751,6 milhões de reais. A melhora em relação ao ano anterior se deu em razão da maior participação de mercado em corretagem e pelo aprimoramento dos canais de distribuição. 

Para ampliar sua presença no varejo digital, o banco aumentou seu número de colaboradores em mais de 300 pessoas, elevando o custo com pessoal em 41,8% na comparação anual para 249 milhões de reais no trimestre. 

No ano, o total de despesas operacionais subiu 13% para 3,802 bilhões de reais. O crescimento foi impulsionado pelos gastos com bônus, que tiveram alta de 18% para 1,333 bilhão de reais, superando os 909 milhões gastos em salários e benefícios em 2020. Calculados com base no programa de participação de lucros, o bônus foi resultado da maior receita de clientes no ano. 


Recomendado para você


Leia também

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame