Méliuz compra fintech Acesso por R$ 324 milhões | Exame Invest
Exame Invest
MERCADOS

Méliuz compra fintech Acesso por R$ 324 milhões

PUBLICADO EM: 3.5.21 | 9H49
ATUALIZAÇÃO: 3.5.21 | 9H52
Segundo o fato relevante, a associação com a Acesso é um passo na expansão do ecossistema de serviços financeiros da companhia
Década de 350 bilhões em ofertas de ações

Méliuz: companhia fez IPO em novembro do ano passado

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A Méliuz anunciou nesta segunda-feira, 3, a compra do Grupo Acesso, fintech especializada em soluções de pagamento que opera utilizando as marcas "Acesso", "Acesso Bank", "Bankly" e "Banco Acesso". O acordo foi fechado por 324,5 milhões de reais. Entretanto, a operação está sujeita a ajustes de valor usuais. 

A pandemia está mexendo com a economia e os negócios em todo o mundo. Venha aprender o que realmente importa na EXAME Invest Pro

Segundo o fato relevante, a associação com a Acesso é um passo na expansão do ecossistema de serviços financeiros do Méliuz, permitindo o desenvolvimento de soluções em contas digitais, pagamentos, e outros temas relacionados a serviços e produtos transacionais 

O acordo prevê a incorporação pela Méliuz de 100% das ações de emissão da Acessopar, holding controladora da Acesso, em troca de novas ações de emissão da Méliuz (“Transação”). Através desta estrutura, a Acessopar passará a ser uma subsidiária integral do Méliuz e os acionistas da Acessopar na data do fechamento se tornarão acionistas de longo prazo da empresa. 

Os atuais executivos chave da Acesso permanecerão nos  cargos para dar continuidade ao projeto. Após o cumprimento de condições suspensivas usuais deste tipo de transação, em especial a aprovação do Banco Central, a consumação da incorporação de ações de emissão da Acessopar pela Méliuz ocorrerá na data de deliberação da transação pela assembleia geral extraordinária de ambas as companhias (“fechamento”), que deverá ocorrer entre o segundo semestre do ano de 2021 e o início de 2022. 

As ações de Méliuz a serem emitidas e entregues aos acionistas da Acessopar no fechamento serão liberadas para negociação em etapas, conforme condições estabelecidas no acordo. 


Recomendado para você


Leia também

Foto de Karla Mamona da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Karla Mamona

Repórter da Exame


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame