Exame Invest
Mercados

Mercados emergentes sinalizam nova estratégia para investidores

PUBLICADO EM: 14.2.21 | 8H20
ATUALIZAÇÃO: 13.2.21 | 21H48
Diferença entre retorno dos lucros das ações, que oferecem maior risco, e os juros dos títulos é a menor desde 2010, que pode levar à rotação de ativos
B3; Bolsa; Bovespa; Painel; Investimento; Ações

Imagem da Editoria Exame Invest
Bloomberg



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

De saltos do dólar a cargas fiscais crescentes, é difícil apostar em ganhos para títulos de dívida em moeda local de mercados emergentes.

Quer saber quais os investimentos mais adequados para o seu perfil? Conte com a assessoria do BTG Pactual digital

Ainda assim, os títulos estão tão baratos que, diante das baixas taxas de juros, investidores podem não conseguir ignorá-los por muito mais tempo.

Embora um rali de 11,4 trilhões de dólares desde março passado tenha elevado os preços das ações para um recorde, títulos em moeda local ficaram muito aquém: os rendimentos subiram mais de 30 pontos-base desde maio passado. Com isso, a diferença entre o retorno dos lucros das ações e os juros dos títulos é a menor desde 2010.

Com os ganhos das moedas desde a onda vendedora em março, o indicador Bloomberg Barclays de títulos em moeda local de mercados emergentes obteve retorno de 16%. Mas o desempenho de mercado dos títulos é menos impressionante: os rendimentos subiram de 3,46% em maio para 3,78%.

Isso afetou a dívida local em relação a outros ativos de mercados emergentes. O índice MSCI Emerging Markets gerou retorno total de 92% no período, enquanto o índice Bloomberg Barclays de títulos em dólar ganhou 22%.

 

O desempenho inferior dos títulos locais sofreu impacto do fortalecimento do dólar e da preocupação de que governos de nações mais pobres tenham que se endividar ainda mais para tirar suas economias da crise causada pelo novo coronavírus. Com a ausência de risco cambial dos títulos em dólar, estes agora são a opção preferida.

Embora esses fatores não tenham desaparecido, o baixo custo dos títulos em moeda local pode ser atraente.

Os preços das ações, equivalentes a 16,3 vezes os lucros projetados de empresas do MSCI, estão 45% acima da média histórica. Isso significa que os lucros corporativos como proporção dos preços das ações caíram para 6,15% em comparação com 10,34% em março.

Em outras palavras, o retorno extra obtido por estar investido em ações em vez de títulos em moeda local é de 2,39%, em comparação com um prêmio de 6,21% em março. Investidores devem agora decidir se o retorno adicional compensa o risco extra que assumem ao comprar ações.

 

 

Imagem da Editoria Exame Invest
Bloomberg


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame