Exame Invest
Mercados

No radar: Balanços da WEG e Petrobras e o que mais move o mercado

PUBLICADO EM: 24.2.21 | 7H05
ATUALIZAÇÃO: 24.2.21 | 7H58
Bolsas internacionais sobem após Fed sinalizar manutenção de políticas de estímulo

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

As bolsas ocidentais sobem nesta quarta-feira, 24, embaladas pelas recentes declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, que voltou a sinalizar que suas políticas de estímulos devem continuar, apesar do crescente temor sobre inflação no mercado. O PIB da Alemanha, que saiu melhor do que o esperado nesta manhã, também ajuda a dar o tom positivo.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

Já na Ásia, a bolsa de Hong Kong teve seu pior desempenho desde maio do ano passado, recuando 2,99%, após o governo aumentar impostos sobre negociação de ações. Outros mercados do continente também sofreram perdas significativas, como o chinês e sul-coreano, que caíram 1,99% e 2,45%, respectivamente.

No Brasil, o Ibovespa vem de uma forte alta de 2,27%, com investidores buscando por oportunidades na última sessão, após registrar a maior queda em dez meses no início da semana com temores sobre ingerência em estatais.

Além dos desdobramentos da PEC emergencial, o mercado local aguarda alguns dos principais balanços da temporada de resultados do quarto trimestre.

WEG

Ainda pela manhã, a empresa de motores industriais WEG (WEGE3) irá divulgar o balanço. Querida por gestores e pessoas físicas, a ação da companhia acumulam alta de 10,46% no ano e de 69% nos últimos 12 meses. Até em função de tamanha valorização, a empresa informou na noite de terça-feira, 23, que fará desdobramento de seus papéis de um para dois. 

Petrobras

Outro resultado bastante aguardado é o da Petrobras (PETR3/PETR4). O balanço, porém, deve ser impactado pelas paradas para manutenção, que afetaram o ritmo de produção da companhia no quarto trimestre. Em prévia operacional, a companhia havia registrado queda de produção em todas suas frentes de exploração. O balanço está previsto para ser divulgado após o encerramento do pregão.

Outros balanços

Também apresentam resultado nesta quarta a Sul América (SULA11), Gerdau (GGBR4), AES Tietê (TIET3) Ultrapar (UGPA3). Desses, somente o da Gerdau está previsto para antes do pregão.

IPCA-15

Com a inflação ganhando cada vez mais a atenção dos investidores, o mercado deve se atentar à divulgação do IPCA referente aos primeiros 15 dias de fevereiro. A expectativa colhida pela Bloomberg é de que o indicador revele uma alta mensal de 0,5% e anual de 4,59%.

Mais de Powell

Após adotar postura expansionista em suas falas na véspera, Jerome Powell voltará a fazer declarações públicas nesta quarta em mais um encontro com parlamentares americanos, no Congresso. Embora não deva mudar o tom, o mercado deve ficar atento aos sinas de como o presidente4 do Fed tem visto a inflação e o estímulo de 1,9 trilhão de dólares proposto pelo governo americano. Ontem, ele evitou se posicionar sobre o o pacote econômico.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame