Exame Invest
MERCADOS

No radar: Geórgia azul, desemprego americano e o que mais move o mercado

PUBLICADO EM: 6.1.21 | 7H00
ATUALIZAÇÃO: 6.1.21 | 9H12
Com temores de que onda democrata prejudique empresas de tecnologia, Nasdaq futuro cai quase 2% em meio à apuração de votos para o Senado

Raphael Warnock (Democrata): primeiro candidato negro a vencer uma disputa pelo Senado na Geórgia (Getty Images)

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

Eleições na Geórgia

As eleições americanas caminham para um desfecho nesta quarta-feira, 6, com apuração dos votos para candidatos ao Senado da Geórgia, onde a disputa foi para o segundo turno. Com duas vagas em jogo, a primeira já foi garantida pelo democrata Raphael Warnock, de acordo com a Associated Press. Até às 7h, a segunda vaga da Geórgia ainda estava em aberto, mas com leve vantagem para outro democrata, Jon Ossoff. 

Conheça 10 investimentos recomendados para 2021 com o relatório gratuito do BTG Pactual digital

A decisão é amplamente aguardada pelos investidores, tendo em vista que, caso a vitória de Ossoff seja confirmada, o Partido Democrata passará a ter maioria no Senado, o que deve abrir caminho para que o presidente Joe Biden implemente suas políticas de forma ampla. Isso porque além da presidência, os democratas também venceram a disputa pela maioria na Câmara.

No mercado, investidores esperam que uma onda azul, que seria a soberania do Partido Democrata em todas as casas, resulte em mais pacotes de estímulos, que devem ser compensados por maiores impostos corporativos, além de uma maior regulamentação sobre empresas de tecnologia. 

À espera do resultado, o índice Nasdaq futuro, composto majoritariamente por grandes empresas do setor, recuava quase 2% por volta das 7h, enquanto o S&P 500 futuro, mais pulverizado, caía menos de 0,5%. No mercado europeu, no entanto, as bolsas operam majoritariamente em alta. 

Trump ataca Alipay

Já em seus últimos dias de mandato, o presidente Donald Trump lançou uma nova ofensiva contra a China, assinando uma ordem executiva, na noite de terça-feira, 5, que proíbe transações por oito aplicativos chineses, incluindo o Alipay, do conglomerado do bilionário chinês Jack Ma. Segundo Trump, a medida foi necessário porque os aplicativos davam ao governo Chinês acesso a informações pessoais de cidadãos americanos. No entanto, uma ordem de um juiz federal bloqueou a ordem de Trump, de acordo com o Wall Street Journal,, mas o governo apelou contra a decisão.

ADP 

Ainda pela manhã, os investidores devem se atentar aos dados sobre variação de empregos privados nos Estados Unidos, medido pelo Instituto ADP, que serão divulgados às 10h15. Conhecido como prévia do relatório oficial de empregos não-agrícolas (o payroll), o ADP deve revelar a criação de 88.000 postos de trabalho em dezembro, de acordo com as expectativas do mercado. 

Se confirmado, o número será o menor desde o início da recuperação do mercado de trabalho americano, em maio. Em novembro, foram criados 307.000 empregos, segundo a pesquisa. A expectativa de desaceleração leva em consideração os recentes dados semanais de seguro desemprego, que decepcionaram os investidores ao longo de dezembro, quando o país enfrentou novas medidas de restrição para frear a segunda onda de coronavírus. 

Ata do Fomc

No período da tarde, o Federal Reserve irá divulgar a ata da última reunião do Fomc (equivalente ao Copom brasileiro), quando foi decidida pela manutenção da taxa de juros no intervalo de 0% a 0,25%. O documento deve apresentar mais detalhes sobre seu compromisso de manter a agenda de estímulos por meio de recompra de títulos até que a economia americana volte aos trilhos. 

PMI

No Brasil, serão divulgados às 10h os índices de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) composto e do setor de serviços referentes ao mês de dezembro. Na última divulgação, de novembro, o PMI composto brasileiro ficou em 53,8 pontos e o de serviços, em 50,9 pontos - ambos acima dos 50 pontos que delimitam a expansão da contração da atividade econômica.

EXAME Flash

Ouça um rápido resumo das principais notícias e destaques do Brasil e do mundo em uma curadoria especial do time da Exame.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame