Exame Invest
Mercados

Petrobras, IPCA, 3º tri de Klabin, Inter e Marfrig e o que move o mercado

PUBLICADO EM: 26.10.21 | 7H09
ATUALIZAÇÃO: 26.10.21 | 7H33
Temporada de balanços esquenta no mercado brasileiro, enquanto bolsas internacionais sobem em meio ao otimismo com resultados
Fabrica da Klabin no Paraná

Fábrica da Klabin: empresa de papel e celulose divulga balanço nesta manhã | Foto: Divulgação

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

A terça-feira, 26, inicia com as principais bolsas internacionais em alta, com resultados corporativos melhores que os esperados e o otimismo com a agenda de balanços dando o tom positivo no exterior. 

Nos Estados Unidos, o principal destaque é o índice Nasdaq, que tem o melhor desempenho do mercado de futuros, subindo 0,60%. 

O Facebook, que compõe o índice e apresentou resultado do terceiro trimestre na última noite, sobe mais de 2% no pré-mercado americano. Embora a receita da rede social tenha ficado levemente abaixo da expectativa, em 29 bilhões de dólares, o lucro por ação bateu 3,22 dólares, acima do esperado. 

Balanços em foco

No Brasil, a última noite foi marcada pelos balanços de Tim (TIMS3), EDP (ENBR3) e Ecorodovias (ECOR3)

Entre as três, somente a Tim frustrou as estimativas de mercado, ainda assim seu lucro trimestral cresceu 21,4% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, o lucro líquido foi 71,9% superior ao dos três primeiros trimestres de 2020, de 1,432 bilhão de reais.

A Ecorodovias, que fechou entre as maiores altas da última sessão com investidores se antecipando ao resultado, apresentou lucro líquido de 143,7 milhões de reais, o dobro do terceiro trimestre de 2020. Já a EDP lucrou 511 milhões de reais no trimestre.

Petrobras questiona Guedes

Outra empresa que fechou na ponta positiva do Ibovespa no último pregão foi a Petrobras (PETR3/PETR4). As ações da estatal dispararam 7%, após notícias sobre o desejo do governo de privatizar a companhia. Segundo a CNN, o governo pretende deixar de ser acionista majoritário, vendendo parte de sua fatia ao mercado. A informação foi confirmada pelo líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, à Reuters. 

Na última noite, a direção da Petrobras emitiu um fato relevante informando que indagou o Ministério da Economia sobre a existência de estudos sobre a privatização da companhia. Ainda de acordo com a CNN, o governo manteria ações prioritárias, as "golden shares", que lhe garantiria vetar possíveis operações da empresa e manter a indicação para presidente da empresa. 

Balanços do dia

Com a temporada de balanços esquentando no Brasil, divulgam seus respectivos balanços nesta terça o Banco Inter (BIDI11), Romi (ROMI3), Klabin (KLBN11), Cesp (CESP6) e Marfrig (MRFG3). Somente o da Klabin está previsto para sair antes do início do pregão. 

Agenda econômica

Além da temporada de balanços, os investidores estarão atentos à prévia do IPCA, referente aos primeiros 15 dias de outubro (IPCA-15), que será divulgado às 9h pelo IBGE. A expectativa é de que o principal indicador de inflação revele alta mensal de 0,97%, elevando mais uma vez a inflação de 12 meses, que passaria de 10,05% para 10,09%. 

Início do Copom

A divulgação será a última relativa à inflação antes da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que inicia sua reunião nesta terça. A decisão sobre a taxa de juros Selic, que sairá amanhã, ainda divide investidores entre uma alta de 100 pontos base, como sinalizado pelo BC em sua última ata, e um ajuste de até 150 pontos base, considerado por parte do mercado como o mais viável para o controle da inflação. 

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame