Exame Invest
Mercados

Petróleo Brent atinge US$ 85 e mira sexta semana de ganhos

PUBLICADO EM: 15.10.21 | 8H48
O petróleo Brent, usado como referência global, deve fechar a sexta semana seguida de ganhos, pois a crise energética coincide com a recuperação da demanda
Equipamentos de extração de petróleo em campos terrestres: especialidade da 3R Petroleum

Os preços do gás natural nos EUA mais que dobraram este ano, e o pico da demanda de inverno ainda está a semanas de distância (REUTERS)

Imagem da Editoria Exame Invest
Bloomberg



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

O petróleo atingiu US$ 85 o barril pela primeira vez desde o fim de 2018, impulsionado pela crise global de energia que aperta a oferta.

Os futuros do petróleo Brent negociado em Londres chegaram a subir para US$ 85,10 o barril, com alta de 1,3%. A escassez de gás e carvão estimula uma demanda extra do mercado de energia por derivados de petróleo, especialmente na Ásia, segundo a Agência Internacional de Energia. O aperto também provocou uma queda atípica dos estoques de petróleo para esta época do ano no centro de armazenamento dos EUA de Cushing, segundo dados do governo.

O petróleo Brent, usado como referência global, deve fechar a sexta semana seguida de ganhos, pois a crise energética coincide com a recuperação da demanda em meio à reabertura após a pandemia. A oferta também segue limitada. O ministro de Energia da Arábia Saudita reiterou a necessidade de a Opep e aliados adotarem uma abordagem gradual e em fases para repor a produção. Enquanto isso, a China emitiu cotas de importação de petróleo para 16 refinarias privadas.

Os EUA estão conversando com membros da Opep+ sobre a oferta de energia e “expressando em particular nossas preocupações”, disse na quinta-feira o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price. Os preços do gás natural nos EUA mais que dobraram este ano, e o pico da demanda de inverno ainda está a semanas de distância.

“O consumo de petróleo continuará a superar a oferta até o fim deste ano, mas parece que será uma história diferente em 2022”, disse Stephen Brennock, analista da corretora PVM Oil Associates.

Os estoques de petróleo em Cushing, Oklahoma, caíram quase 2 milhões de barris na semana passada, de acordo com a Administração de Informações sobre Energia. Os estoques normalmente aumentam durante esta época do ano devido a atividades de manutenção de refinarias após a temporada de verão. Os suprimentos nacionais, no entanto, subiram em mais de 6 milhões de barris, o terceiro aumento semanal.

Imagem da Editoria Exame Invest
Bloomberg


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame