Exame Invest
Mercados

PIB dos EUA, reação a Vale, Ambev, Brisanet e o que move o mercado

PUBLICADO EM: 29.7.21 | 7H10
ATUALIZAÇÃO: 29.7.21 | 9H22
Mercado externo segue com apetite a risco, enquanto investidores aguardam dados da economia americana e digerem falas de Powell e balanços

Bandeira dos EUA: PIB americano do segundo trimestre deve ficar em 8,5%, segundo estimativas do mercado

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 3MIN

As bolsas internacionais iniciam esta quinta-feira, 29, em alta, com investidores ainda digerindo as últimas falas do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, e os resultados corporativos do segundo trimestre. Na véspera, a autoridade monetária dos Estados Unidos reforçou os aspectos transitórios da inflação americana e voltou a dizer que a economia ainda precisa de estímulos, mantendo o nível das compras de ativos e a taxa de juros próxima de zero.

Na Europa, o índice Stoxx 600 avança cerca de 0,3%, tendo no radar dados de confiança da Zona do Euro e a ata da última decisão monetária do Banco Central Europeu, que será divulgada às 8h30. Na Alemanha, onde saíram dados de desemprego melhores do que as expectativas, a bolsa de Frankfurt sobe 0,25%. 

No radar dos investidores ainda estão os dados da economia americana que serão divulgados nesta manhã. O principal deles será a primeira prévia do PIB do segundo trimestre, que tem maior potencial de surpreender. No mercado, o consenso é de uma alta de 8,5%, representando uma aceleração do crescimento em relação ao trimestre anterior, quando o PIB aumentou 6,5%. 

Outro dado previsto para esta quinta são os pedidos semanais de seguro desemprego, para o qual há a expectativa de 380.000. Na última semana, os números decepcionaram, ficando em 419.000, enquanto o mercado aguardava por 350.000 pedidos. 

No Brasil, o principal indicador econômico será o IGP-M de julho. A expectativa é de que a inflação medida pela FGV acelere para 0,9% ante os 0,6% do mês anterior.

Estreia da Brisanet

Em meio à aquecida agenda de ofertas públicas iniciais (IPOs, na sigla em inglês), as ações da Brisanet (BRIT3) estreiam nesta quinta na B3, após serem precificadas no piso da faixa indicativa, a 13,92 reais. Do ramo de banda larga, a empresa movimentou pouco mais de 1,4 bilhão de reais em IPO. Outra empresa do setor que abriu recentemente capital na bolsa foi a Desktop (DESK3). 

Vale

Na véspera, o ambiente internacional positivo favoreceu o Ibovespa, que fechou na máxima de duas semanas, sendo impulsionado pelas ações da Vale (VALE3), que subiram 2,7% antes da divulgação de seu balanço. 

O resultado divulgado da Vale na última noite, no entanto, frustrou as expectativas, com a receita operacional ficando em 16,68 bilhões de dólares, abaixo dos 17 bilhões de dólares esperados. Já o ebitda ajustado ficou em 11,04 bilhões de dólares ante estimativas de 11,96 bilhões de dólares. Neste pregão, uma reação negativa ao balanço da mineradora pode ter efeito crucial para a queda do Ibovespa, tendo em vista que a companhia tem o maior peso do índice, com participação de mais de 10%.

Ambev

Outra empresa com peso significativo no Ibovespa que apresentou resultado foi a Ambev (ABEV3). Em balanço divulgado nesta manhã, o império das cervejas aumentou suas vendas líquidas em 35% na comparação anual para 15,71 bilhões de reais. O número ficou acima do consenso da Bloomberg, de 14,74 bilhões de reais em vendas. O lucro líquido ajustado da Ambev ficou em 2,96 bilhões de reais ante 1,37 bilhão de reais do mesmo período do ano passado.

GOL

Ainda nesta manhã deve ser divulgado o balanço da GOL (GOLL4), o primeiro do mercado brasileiro ligada ao setor de aviação e turismo. Uma das principais empresas da tese de reabertura, a GOL deve apresentar 1,03 bilhão de reais de receita líquida, segundo estimativas da Bloomberg, com a receita dobrando no próximo trimestre para 2,23 bilhões de reais.

Balanços 

Neste pregão, investidores também devem reagir aos resultados de Movida (MOVI3), Multiplan (MULT3), Odontroprev (ODPV3) e Dexco (DXCO3, ex-Duratex), que apresentaram balanços na última noite. Após o encerramento do pregão de hoje, Localiza (RENT3), Fleury (FLRY3), Ecorodovias (ECOR3), Cteep (TRPL4) e Cesp (CESP6) divulgarão seus respectivos balanços. 

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame