MERCADOS

PMIs, minério de ferro em queda e o que mais move o mercado

PUBLICADO EM: 21.5.21 | 7H01
ATUALIZAÇÃO: 21.5.21 | 7H04
Mercado internacional tem dia de busca por risco, com índices de ações se recuperando das perdas do início da semana
Um mineiro segura um pedaço de minério de ferro em uma mina localizada na região de Pilbara, na Austrália Ocidental

Minério de ferro: commodity tem maior queda semanal desde março | Foto: David Gray/Reuters (REUTERS)

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

As principais bolsas internacionais avançam nesta sexta-feira, 21, se recuperando das perdas do início da semana, quando os pregões foram tomados por preocupações sobre reduções de estímulo para conter a inflação nos Estados Unidos. 

Nesta manhã, dados da economia europeia, que vinha demonstrando uma aceleração bem mais lenta do que a americana, animaram investidores no Velho Continente. Por lá, todas as bolsas - com exceção da de Londres - sobem, após os índices de gerente de compras (PMIs, na sigla em inglês) referentes ao mês de maio terem superado as expectativas.

PMIs

Divulgado ainda de madrugada, o PMI composto da Zona do Euro ficou em 56,9 pontos, acima dos 50 pontos que delimitam a expansão da contração da atividade econômica e da estimativa de mercado de 55,1 pontos.  Outro destaque foi o PMI de serviços - o mais afetado pelos efeitos da pandemia - que ficou em 55,1 pontos contra a expectativa de 52,3 pontos. 

Por outro lado, os PMIs da principal economia da Europa, a alemã, ficaram abaixo das expectativas, ainda que tenham demonstrado forte recuperação. No país, o PMI composto ficou em 56,2 pontos e o industrial, em 64 pontos.

Ainda nesta sexta, serão divulgados os PMIs dos Estados Unidos. Ainda que os temores de inflação tenham dado algum alento nesta sexta, números muito além do esperado podem reacender as preocupações quanto ao sobreaquecimento da economia americana. A expectativa é de que o PMI industrial fique em 60,2 pontos no país e o do setor de serviços, em 64,5 pontos.

Commodities

Com indicadores sugerindo forte recuperação das principais economias do mundo, o barril de petróleo voltou a subir no Reino Unido nesta sexta, após ter acumulado mais de 6% de queda nos últimos três dias, com os temores sobre inflação e o avanço da pandemia na Ásia. 

Já na bolsa de Dalian, na China, o minério de ferro caiu mais 3,4% nesta madrugada e encerrou a semana com o pior desempenho desde março, com desvalorização de 5,4%, de acordo com a Reuters. 

Ainda segundo a agência, a queda do preço do aço no país impulsionou a desvalorização do minério de ferro nesta semana, após o governo chinês afirmar na quarta-feira, 19, que iria reduzir as altas “irracionais” para proteger os consumidores.

Banco Inter

Após quase um mês do anúncio, o Banco Inter (BIDI3/BIDI4/BIDI11) informou na última noite que o desdobramento de 1 para 2 de suas ações irá ocorrer na próxima terça-feira, 25. Os papéis passarão a ser negociados de forma desdobrada na quarta-feira, 26. Suas units, cotadas a 184,40 reais, têm o preço mais alto entre todos os ativos do Ibovespa. A expectativa é de que, com o desdobramento, o papel ganhe mais liquidez. 

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame