Exame Invest
Mercados

Rede D'Or movimenta R$ 11,4 bi e realiza maior IPO desde 2013

PUBLICADO EM: 8.12.20 | 16H03
ATUALIZAÇÃO: 8.12.20 | 22H40
Operação avalia o grupo em 112,5 bilhões de reais, o que o coloca entre as 10 empresas brasileiras com maior valor de mercado listadas na B3
Rede D'Or São Luiz

Com 51 hospitais no Brasil, a Rede D'Or foi fundada em 1977 por Jorge Moll Filho como um laboratório

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

O grupo de hospitais Rede D'Or São Luiz precificou nesta terça-feira, 8, a sua oferta inicial de ações a 57,92 reais por papel, no maior IPO de uma companhia brasileira desde 2013, afirmaram duas fontes a par a operação.

A operação avalia o grupo em 112,5 bilhões de reais, o que o coloca entre as 10 empresas brasileiras com maior valor de mercado listadas na B3, na frente do Banco do Brasil.

A faixa de preço estimada para o IPO ficava entre 48,91 e 64,35 reais por papel.

A Rede D'Or e seus acionistas, incluindo a empresa de private equity Carlyle e o fundo soberano de Cingapura GIC, levantaram 11,4 bilhões de reais, de acordo com uma das fontes. A maior parte dos recursos - 8,4 bilhões de reais - vai para o caixa da companhia, na oferta primária, e o restante, para acionistas vendedores, na oferta secundária.

O início das negociações dos papéis no segmento Novo Mercado da B3 está previsto para a quinta-feira, 10, com o código "RDOR3".

A companhia pretende utilizar os recursos da oferta primária para construção de novos hospitais, expansão de unidades existentes, bem como aquisição de ativos que agreguem know-how ou permitam desenvolver novas linhas de negócios.

Com 51 hospitais no Brasil, a Rede D'Or foi fundada em 1977 por Jorge Moll Filho como um laboratório. A família Moll ainda controla o grupo.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame