Exame Invest
Mercados

Siderúrgicas sobem até 7% com notícia sobre reajuste; na semana, só 6 ações caem

PUBLICADO EM: 5.2.21 | 10H46
ATUALIZAÇÃO: 5.2.21 | 18H41
Confira os principais destaques de ações desta sexta-feira
CSN

(Getty Images/Cultura RF)

Foto de Paula Barra da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Paula Barra

Repórter de mercados da Exame. Formada em jornalismo pelo Mackenzie e pós-graduada em Produtos Financeiros e Gestão de Risco pela FIA. Especializada na cobertura do mercado financeiro, com passagens pelo InfoMoney, Empiricus e TradersClub | paula.barra@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 6MIN

Depois de três quedas semanais seguidas, o Ibovespa fechou esta semana com alta de 4,50%. Nesta sexta-feira, 5, o índice subiu 0,82%, fechando em 120.240 pontos, com a Vale (VALE3) aparecendo como a principal contribuição positiva em pontos. Em variação, as siderúrgicas lideraram os ganhos no pregão, em meio à notícia sobre reajuste de preços.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

Na semana, em meio ao bom humor do mercado, somente seis das 81 ações do índice encerraram no campo negativo, puxadas por IRB Brasil (IRBR3), que caiu 4,03% e praticamente devolveu os ganhos da semana passada, quando um grupo de pequenos investidores se reuniram para tentar buscar um efeito semelhante ao que ocorreu com a Game Stop nos Estados Unidos.

Na sequência, apareceram as ações da BR Distribuidora (BRDT3), com queda de 3,35%, em movimento de realização de lucros após ter subido 11,3% na semana passada em meio ao anúncio de Wilson Ferreira Junior como CEO da empresa.

Do lado oposto, a Braskem (BRKM5) encabeçou os ganhos semanais, com alta de 20,40%. A companhia informou no início desta semana que retomou a produção de cloro e soda cáustica em Maceió após ter sido paralisada por dois anos por conta do afundamento do solo em bairros próximos à mina. Os analistas da Guide Investimentos comentaram, na ocasião, que a notícia é positiva, uma vez que exclui a necessidade da companhia de importar soda cáustica, o que vinha reduzindo suas margens.

O segundo melhor lugar ficou com Eneva (ENEV3), com valorização de 17,81%, após a Petrobras confirmar no início desta semana que iniciou a fase de negociação com a Eneva (ENEV3) para potencial venda da totalidade de sua participação em um conjunto de sete concessões de produção terrestres, denominado Polo Urucu, localizado na Bacia de Solimões, no estado do Amazonas.

Confira abaixo os principais destaques deste pregão:

Siderúrgicas

As ações das siderúrgicas dispararam até 7% e lideraram os ganhos do Ibovespa nesta sessão. Analistas do mercado apontaram que a alta ocorreu m meio à informação de que as empresas planejam um novo aumento de preços para aços longos em fevereiro, citando um relatório do Credit Suisse, que diz ainda que o reajuste pode chegar a 15%.

Na Bolsa, os papéis de CSN (CSNA3), Gerdau (GGBR4), Usiminas (USIM5) e Metalúrgica Gerdau (GOAU4) avançaram 7,36%, 4,36%, 4,41% e 3,77%, respectivamente.

Petrobras

Também no campo das altas, as ações ordinárias e preferenciais da Petrobras (PETR3; PETR4) chegaram a subir mais de 4% no movimento intradiário após o presidente Jair Bolsonaro declarar que o governo não interfere e não interferirá na companhia, o que trouxe alívio no mercado após ruídos na véspera. No entanto, amenizaram o movimento e fecharam com alta de 1,40% e 1,64% em meio à notícia de que a empresa mpliou recentemente para um ano o prazo em que calcula a paridade internacional de preços dos combustíveis, disse a Reuters, citando fontes familiarizadas com o assunto.

Ontem, os papéis da companhia recuram mais de 2% após Bolsonaro prometer anúncio sobre combustíveis nesta sexta-feira. O presidente da companhia, Roberto Castello Branco, endossou a declaração de Bolsonaro nesta manhã e disse que o governo nunca interferiu na política de preços da empresa.

No mesmo evento, Bolsonaro disse ainda que vai enviar ao Congresso, na semana que vem, um projeto de lei para fixar a cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) relacionado a combustíveis. O objetivo seria estimular a cobrança diretamente na saída do produto das refinarias, e não nos postos.

Ainda no radar, o Bank of America elevou o preço-alvo das ações da Petrobras hoje e reiterou recomendação de compra, em meio a perspectivas melhores para o resultado da companhia em 2021.

O banco projeta lucro líquido de 14,365 bilhões de reais no quarto trimestre de 2020, com o ano como um todo alcançando prejuízo de 38,417 bilhões de reais - a previsão anterior era de prejuízo de 38,014 bilhões de reais. No entanto, para 2021, espera lucro líquido de 19,607 bilhões de reais, ante estimativa anterior de lucro de 18,455 bilhões. A Petrobras divulga balanço no próximo dia 24.

O dia de alta dos preços do petróleo no exterior também contribuiu para o bom humor nesta sessão e ajudou a puxar ainda as ações da PetroRio (PRIO3), que avançaram 3,47%.

Os contratos do petróleo Brent, negociados em Londres e usados como referência pela estatal, subiram 1,09%, em 59,48 dólares o barril, apoiados pela decisão da Opep+ de manter suas restrições de produção.

Qualicorp

As ações da Qualicorp (QUAL3), que chegaram a disparar 8% nos primeiros minutos de negociação, praticamente apagaram a alta e fecharam com valorização de 0,80%. O movimento mais cedo ocorreu após a Rede D'Or (RDOR3), que viu seus papéis subirem 2,04%, elevar sua fatia no capital social da empresa.

De acordo com comunicado ao mercado divulgado pela Qualicorp, a participação da Rede D'Or subiu de 13,82% para 15,43%.

Apesar da alta expressiva nesta manhã, Gustavo Cruz, estrategista-chefe da RB Investimentos, comenta que a notícia em si não traz tanta novidade, uma vez que a Rede D’Or já vem avançando sobre a Qualicorp há um tempo. Além disso, destaca que esse aumento de participação não foi tão relevante.

“Desde 2019, quando a Rede D’Or indicou Bruno Blatt como novo CEO da Qualicorp, o mercado deixa bem claro que enxerga com bons olhos a participação da companhia nas decisões da empresa. Mas o movimento de agora me pareceu pequeno. Embora haja expectativas, não acredito que vai ser neste momento que a Rede D’Or vai traçar um plano mais ambicioso pela empresa”, comentou.  

A Rede D’Or passou a ter participação relevante na Qualicorp em 2019, quando José Seripieri Junior, fundador da companhia, vendeu metade de sua participação para o grupo hospitalar.

Estreias na B3

As ações da Mosaico (MOSI3) e Mobly (MBLY3), que estreiam na B3 hoje, dispararam 96,97% e 25,71%, respectivamente, sendo cotadas em 39,00 reais e 26,40 reais.

A plataforma digital Mosaico, dona dos sites Zoom, Buscapé e Bondfaro, fixou sua oferta em 19,80 por papel, no teto da faixa indicativa, que ia entre 15,40 reais e 19,80 reais. A oferta movimentou 1,2 bilhão de reais.

Foram distribuídos 29.220.780 papéis na oferta primária, quando os recursos que vão para o caixa da empresa, somando 578,6 milhões de reais; e 32.142.862 ações na oferta secundária, quando atuais acionistas vendem suas fatias na empresa, alcançando 636,4 milhões de reais, incluindo a colocação dos lotes adicional e suplementar.

Segundo a empresa, os recursos captados na oferta primária serão usados para quitar um financiamento que pegou com o BTG Pactual (BPAC11) para comprar o Buscapé de volta em 2019, bem como ampliação da participação no mercado de comércio eletrônico. O BTG tem uma fatia de 3,8% na empresa. 

Já a loja de móveis online Mobly, empresa de tecnologia especializada na venda online de móveis, definiu o preço da ação em 21,00 reais, na parte de cima da faixa indicativa de preço, que se estendia de 17,00 reais a 23,50 reais.

O IPO levantou 812 milhões de reais, sendo que a oferta primária, totalizou 778 milhões de reais, enquanto a oferta secundária movimentou 34 milhões de reais.

A Mobly diz que vai usar os recursos para reforçar o crescimento da companhia, fortalecendo a estrutura financeira e o capital de giro e para investimento em centros de distribuição, tecnologia, novas lojas físicas e marketing.

Veja também: A revolução do sofá: o que a chegada da Mobly à Bolsa representa para o setor

Intelbras

A Intelbras (INTB3), que teve seu primeiro dia de negociação na Bolsa ontem com alta de 25%, avançou mais 1,32% neste pregão.

A empresa movimentou 1,3 bilhão de reais com sua oferta. Foram negociadas 46 milhões de ações primárias e 26 milhões de ações secundárias. Um percentual de 55,55% do dinheiro levantado (724,5 milhões de reais) será destinado para os cofres da empresa, enquanto o restante vai para os próprios acionistas.

Com presença em 98% das 5,5 mil cidades brasileiras, a companhia fundada em 1976 por José Francioni de Freitas como parte de um grupo familiar hoje é composta por uma rede com mais de 370 distribuidores e 80 mil revendedores credenciados – responsáveis por quase 75% das vendas. Ao fim do terceiro trimestre do ano passado, a empresa empregava 3.500 pessoas em suas fábricas e escritórios.

Para ficar de olho na próxima semana

Entre as empresas que divulgam balanços do 4º trimestre na próxima semana, destaque para: TIM (TIMS3) e BTG Pactual (BPAC11) no dia 9; Klabin (KLBN11) e Suzano (SUZB3) no dia 10; Banco do Brasil (BBAS3), Lojas Renner (LREN3) e Rumo (RAIL3) dia 11; e Usiminas (USIM5) dia 12. 

Além disso, também no radar, a CSN Mineração -- uma das ofertas mais aguardadas da safra de 2021 -- vai precificar seu IPO no dia 12, com estreia prevista na B3 para o dia 18. A empresa pode movimentar até 8,2 bilhões de reais com a operação.

Foto de Paula Barra da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Paula Barra

Repórter de mercados da Exame. Formada em jornalismo pelo Mackenzie e pós-graduada em Produtos Financeiros e Gestão de Risco pela FIA. Especializada na cobertura do mercado financeiro, com passagens pelo InfoMoney, Empiricus e TradersClub | paula.barra@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame