Exame Invest
Onde Investir

Vitreo lança fundo de cobre para aproveitar alta dos carros elétricos

PUBLICADO EM: 27.5.21 | 8H10
ATUALIZAÇÃO: 29.5.21 | 11H29
Commodity acumula valorização de 84% em um ano; gestora vê sustentação de preços elevados com a tendência de maior demanda
Cobre

Cobre: commodity é utilizada na fabricação de carros elétricos | Foto: Monty Rakusen/Getty Images (Getty Images/Cultura RF)

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Investidores que querem lucrar com a expansão do mercado de carros elétricos agora terão uma nova alternativa: o fundo de cobre da Vitreo

“O cobre é muito usado em baterias e acumuladores de energia e serão beneficiados com aumento dessa demanda. Quem acredita no boom dos carros elétricos pode investir em nas ações da Tesla, de fabricantes dos inúmeros componentes usados e investir em cobre”, afirma George Wachsmann, sócio e chefe de gestão Vitreo.

Em meio ao ciclo de alta das commodities, o cobre é uma das que mais tem se valorizado. Nos últimos 12 meses, o metal acumula acumula apreciação de 84% e de 29% somente neste ano.

“Juntando as forças do ciclo de commodities e da tendência de maior demanda, esperamos que os preços sejam sustentados em patamares mais altos”, comenta Wachsmann. 

Inicialmente, o fundo foi montado com 50% em futuros de cobre e outros 50% em ETFs que investem em ações do setor. “Assim, acaba sendo mais dinâmico, às vezes as mineradoras estão descontadas [em relação ao preço do cobre]” , diz o chefe de gestão da Vitreo. 

Com a gestão menos complexa do que a de fundos tradicionais, o fundo não terá taxa de performance e sua taxa de administração será relativamente baixa, de 0,9% ao ano. Com aplicação inicial mínima de 1.000 reais, o produto será destinado a todos os tipos de investidores e o resgate do investimento poderá ser feito em cinco dias a partir do dia da solicitação. 

Focada cada vez mais em fundos temáticos, a Vitreo expande seus produtos ligados a commodities metálicas, que já conta com fundos de ouro, prata e urânio.

Foto de Guilherme Guilherme da Editoria Exame Invest que escreveu o artigo
Guilherme Guilherme

Repórter de mercado | guilherme.guilherme@exame.com


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame