Exame Invest
Mercados

Ação da Hering é uma das mais atraentes na América Latina, diz Santander

PUBLICADO EM: 19.11.10 | 14H05
Banco eleva preço-alvo para os papéis da varejista e reitera a recomendação de compra para os papéis
Hering

Hering: analistas do Santander consideram resultados do terceiro trimestre superiores as suas estimativas

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo – O banco Santander reforçou seu otimismo com as ações da Hering (HGTX3). Em relatório assinado por Joaquin Ley e Tobias Stingelin, o banco elevou o preço-alvo das ações para o final de 2011, de 26 reais para 36 reais, reiterando a recomendação de compra. O banco destaca positivamente a retração de 55% do WACC (custo de capital ponderado médio) no modelo de fluxo de caixa descontado. Com base neste cenário, é projetada uma alta de 45% para o Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e também para o lucro por ação a partir de 2012.

Os analistas consideram os resultados do terceiro trimestre ligeiramente superiores as suas estimativas. No período, a companhia registrou um lucro líquido de 33,5 milhões de reais; alta de 46% frente ao mesmo período do ano passado. “Um fato importante a ser levado em consideração é a aceleração do plano de inauguração das lojas. A meta de atingir 405 lojas ao final de 2012 foi antecipada para 2011”, cita o relatório.

O recente aumento no custo do algodão não causa grandes preocupações aos analistas. “Enquanto pressões temporárias na margem bruta da Hering aumentam o receio dos investidores, nossa opinião é a de que a companhia é um dos mais atraentes cases de crescimento do setor de varejista da América Latina”, finalizam.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame