Exame Invest
Mercados

Ações acompanham ganhos nos EUA e fecham em ligeira alta

PUBLICADO EM: 4.9.13 | 14H22
Preocupações geopolíticas evitaram ganhos maiores após pregão volátil nesta quarta-feira
Mulher olha painel com movimento do índice FTSE 100, da bolsa de Londres, em outubro de 2008

Bolsa de Londres: o índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,2%, a 1.214 pontos, depois de ter alcançado mínima de 1.204 pontos

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Londres - As ações europeias fecharam com ligeira alta após um pregão volátil nesta quarta-feira, impulsionadas por um rali nos papéis de tecnologia dos Estados Unidos, embora as preocupações geopolíticas tenham evitado ganhos maiores.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,2 por cento, a 1.214 pontos, depois de ter alcançado mínima de 1.204 pontos.

"Temos visto um ímpeto de compra nas ações mais afetadas, mas o mercado continuará sendo dominado pela questão síria nas próximas sessões", afirmou o operador sênior da Accendo Markets, Tom Robertson.

"Um ataque militar norte-americano limitado está precificado, mas alguns investidores também temem que a situação possa mudar dramaticamente quando o ataque começar", disse ele.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ganhou apoio dos principais membros do Congresso para um ataque e a Rússia não descartou concordar com uma ação militar se for comprovado que Damasco realizou um ataque com armas químicas.

Dentre os setores, o índice de viagem e lazer STOXX Europe 600 fechou em queda 1,6 por cento, o pior desempenho, depois que a Ryanair, maior empresa aérea de baixo custo da Europa, afirmou que pode não alcançar sua meta de lucro anual pela primeira vez em uma década, devido à demanda e à libra mais baixas.

As ações da Ryanair caíram 13,4 por cento.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame