Exame Invest
Mercados

Ações da Boeing sobem após teste não achar falha em bateria

PUBLICADO EM: 15.7.13 | 12H33
Notícia do incêndio havia feito com que as ações da Boeing caíssem 4,7% na sexta-feira
Avião Boeing 787 Dreamliner

Avião Boeing 787 Dreamliner: autoridades britânicas descartaram a possibilidade de as baterias serem uma das causas do incêndio

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo - As ações da Boeing subiam nesta segunda-feira, após uma investigação sobre um incêndio que eclodiu em um 787 Dreamliner em Londres, não encontrar falhas nas baterias do avião.

A notícia do incêndio havia feito com que as ações da Boeing caíssem 4,7 por cento na sexta-feira.

"Felizmente as autoridades britânicas descartaram a possibilidade de as baterias serem uma das causas do incêndio", disse o analista Peter Arment, da Sterne Agee & Leach, em nota de pesquisa.

A Air Accidents Investigation Branch da Grã-Bretanha (AAIB), disse no sábado que não encontrou nenhuma evidência de que o fogo foi causado por baterias do avião.

A fabricante de aviões retomou as entregas do jato Dreamliner em maio, encerrando um período de quase quatro meses em que não podia fornecer novos aviões por causa de preocupações de segurança sobre o sistema de bateria.

Às 11h37 (horário de Brasília), a ação subia 2,18 por cento.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame