Exame Invest
MERCADOS

As ações que mais perderam e ganharam na semana

PUBLICADO EM: 9.9.11 | 19H21
Papéis da Usiminas dispararam com uma "forcinha" da rival CSN; Braskem recuou 6,8%
Produção de bobinas galvanizadas da Usiminas

Rumor sobre oferta da CSN por participação na Usiminas impulsionou as ações ordinárias

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 4MIN

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

São Paulo – As ações da Usiminas dispararam nesta semana na bolsa com uma “forcinha” da rival CSN. O mercado especula que a companhia liderada por Benjamin Steinbruch esteja interessada nos 26% da Usiminas detidos pela Camargo Corrêa e Votorantim. As empresas negaram as conversas, mas mesmos assim os papéis ordinários subiram 8,3% desde segunda-feira.

De acordo com uma fonte ouvida pelo Grupo Estado, a oferta poderá ficar entre 33 e 39 reais por ação ordinária, que possuem 80% de tag along. Ou seja, caso a oferta seja lançada, a CSN precisa estender a operação aos minoritários com um valor de no mínimo 80% do oferecido para as sócias. Uma outra possível interessada seria a Gerdau que, contudo, negou a sua participação no negócio. "A Gerdau reafirma sua posição de não estar envolvida em negociações para aquisição da Usiminas", disse a empresa em um breve comunicado enviado por e-mail.

“A CSN vem elevando gradualmente sua participação no capital da Usiminas fora do bloco de controle e esta oferta já vem sendo especulada há vários meses”, lembra a analista Daniella Maia, da Ativa Corretora, em relatório. “Em caso de mudança no bloco de controle da Usiminas, a USIM3 teria direito à 80% de tag along, o que pode voltar a movimentar o papel”, ressalta. A Nippon Steel, contudo, possui o direito de preferência para a compra da participação.

Os analistas do Santander, Felipe Reis e Alex Sciacio, estão cautelosos. “As ações (da Usiminas) podem ser afetadas negativamente caso as conversas sobre a fusãou ou aquisição perca força e os benefícios para os acionistas minoritários com potenciais sinergias ainda não estão claros neste ponto”, dizem. Com as compras que têm feito diretamente na bolsa, a CSN já possui 15,15% das ações preferenciais e 11,29% das ações ordinárias da rival.

As 5 + do Ibovespa
EmpresaCódigoPreço (R$)Var. sem. (%)Var. ano (%)
Usiminas USIM3 23,95 8,27 12,69
Brasil Ecodiesel ECOD3 0,64 4,92 -36
GerdauGGBR4 13,95 4,1 -37,65
CosanCSAN3 24,9 3,97 -7,91
UsiminasUSIM5 11,95 3,02 -37,17
As 5 - do Ibovespa
LLX LLXL3 3,71 -5,12 -21,56
Brasil Telecom BRTO4 11,24 -5,15 -4,44
Telemar TNLP4 18,96 -5,2 -19,57
Telemar TMAR5 41,93 -5,63 -10,57
BraskemBRKM5 17,24 -6,81 -12,17

Braskem

As ações da petroquímica Braskem (BRKM5) amargaram o pior desempenho do Ibovespa. Os papéis recuaram 6,81% no período, para 17,24 reais. O presidente da companhia, Carlos Fadigas, disse nesta segunda-feira à Reuters que não vê risco de excesso de oferta de resinas no curto prazo.

"Mas quando você fala de longo prazo, se nós tivermos uma confirmação de disponibilidade de gás em diversas regiões do mundo, poderia ter uma adição de capacidade um pouco mais adiante", disse o executivo, acrescentando que isso seria algo para a segunda metade desta década.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame