Exame Invest
Mercados

Assustada pela libra, UE se compromete a regular moedas digitais

PUBLICADO EM: 8.10.19 | 12H12
A UE não possui regulamentos específicos sobre criptomoedas, que, até o anúncio da libra, eram considerados uma questão marginal pelos parlamentares

Valdis Dombrovskis: comissário de finanças da União Europeia resistiu à regulamentação das moedas digitais nos cinco anos em que atuou até agora. (REUTERS)

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

Bruxelas — O comissário de finanças da União Europeia prometeu nesta terça-feira (8) propor novas regras para regular moedas virtuais, em uma reação à libra do Facebook, que a UE considera um risco para a estabilidade financeira.

A França e a Alemanha disseram que a libra, cujo tamanho superaria criptomoedas como o bitcoin, poderia limitar sua soberania monetária.

"A Europa precisa de uma abordagem comum nos ativos de criptografia como a libra", disse Valdis Dombrovskis aos parlamentares da UE em uma audiência de confirmação. "Pretendo propor nova legislação sobre isso."

A UE não possui regulamentos específicos sobre criptomoedas, que, até o anúncio da libra em junho, eram considerados uma questão marginal pela maioria dos parlamentares, porque apenas uma fração de bitcoins ou outras moedas digitais são convertidas em euros.

Dombrovskis resistiu à regulamentação das moedas digitais nos cinco anos em que atuou até agora. Ele deixou claro que sua mudança de atitude decorreu dos planos do Facebook para a libra, uma moeda digital que "poderia ter efeitos sistêmicos na estabilidade financeira", disse ele aos parlamentares.

A UE agora também está pressionando o G20 por uma ação global sobre "stablecoins", disse um documento da UE divulgado na semana passada.

A libra é a mais conhecida das stablecoins - criptomoedas apoiadas por ativos como depósitos em dinheiro, títulos do governo de curto prazo ou ouro.

Um funcionário da Comissão da UE disse que ainda não havia um cronograma para propor as novas regras.

Imagem da Editoria Exame Invest
Reuters


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame