Exame Invest
Mercados

BM&FBovespa anuncia recompra de 31 milhões de ações

PUBLICADO EM: 13.8.10 | 15H51
Plano é válido até 31 de dezembro deste ano e retira do mercado 1,55% das ações da companhia
Edemir Pinto, presidente da BM&FBovespa

Edemir Pinto, presidente da BM&FBovespa: recompra de ações como solução para política de dividendos

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 1MIN

São Paulo - Após divulgação de seus resultados trimestrais, com lucro líquido de 305,7 milhões de reais entre abril e junho, a BM&FBovespa (BVMF3) anunciou na noite de quinta-feira (12) a aprovação de um programa de recompra de 31 milhões de ações ordinárias, equivalentes a 1,55% do total de papéis da companhia em circulação no mercado.

Em comunicado ao mercado, a bolsa explica que o objetivo da operação é “maximizar a geração de valor para os acionistas, por meio de uma administração eficiente da estrutura de capital”.  Segundo os analistas da corretora Link Investimentos, a decisão é uma boa saída para a dificuldade da companhia em pagar dividendos. “Vemos como positivo para o papel, dado o grande volume de caixa gerado pela empresa, e a limitação em pagar dividendos devido ao lucro ser impactado negativamente pelo imposto diferido, relativo ao ágio e que não significa saída de caixa”, avalia Mariana Taddeo.

Segundo a BM&F Bovespa, as ações adquiridas serão canceladas ou “utilizadas para atender ao exercício das opções de compra de ações pelos beneficiários do Plano de Opção de Compra de Ações da Companhia”. O prazo para o plano de recompra, aprovado pelo conselho administrativo da companhia, é de 141 dias, com vencimento em 31 de dezembro de 2010.

As instituições intermediárias da operação serão, segundo a bolsa, a Ágora Corretora, Credit Suisse Brasil, Interfloat HZ, Itaú Corretora e Morgan Stanley.
 

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame