Exame Invest
Mercados

Ibovespa opera em queda de mais de 7% em meio a pânico com coronavírus

PUBLICADO EM: 26.2.20 | 13H21
ATUALIZAÇÃO: 26.2.20 | 16H52
Companhias aéreas e siderúrgicas tinham as maiores perdas; GOL e Azul caíam mais de 10%, cada uma
Carteira recomendada - bolsa de valores

Bolsa: Ibovespa opera em queda na votla do Carnaval, embora bolsas americanas estejam em recuperação

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliana Elias



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

São Paulo - Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, operava nesta quarta-feira (26) em queda acentuada, derrubado pela onda de insegurança global que se espalhou pelas principais bolsas do mundo nos últimos dias, em meio às notícias de avanço do novo coronavírus para fora da China. 

Por volta das 16h51, o Ibovespa registrava queda de 7,10%, a 105.620,34 pontos. Empresas ligadas a turismo e ao mercado internacional lideravam as quedas do dia: a GOL caía 15,14% e a Azul perdia 13%. As siderúrgicas CSN e a Metalúrgica Gerdau também sofriam, com perdas de 11,23% e 10,89% , respectivamente.

Por conta do feriado de Carnaval, a bolsa brasileira ficou fechada tanto na segunda-feira (24) quanto na terça (25), reabrindo às 13h desta quarta-feira. Ao longo dos últimos dois dias, as bolsas americanas e europeias despencaram, mas voltaram a recuperar, em parte, as perdas no pregão desta quarta. 

No Brasil, foi confirmado nesta quarta-feira o primeiro caso de um infectado pelo coronavírus, em São Paulo. O paciente, um homem de 61 anos, esteve recentemente na Itália, um dos países mais afetados pela doença fora da China.

Em Wall Street, por volta das 16h40 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caia 0,39%, a 26.976,48 pontos, e o S&P 500 também caia 0,26%, a 3.120 pontos. Os índices abriram em alta, mas viraram para queda no meio da tarde. Nos dois dias anteriores, ambos haviam caído mais de 3%.

Os investidores estavam cautelosos após os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA pedirem aos norte-americanos que se preparem para a propagação do vírus nos Estados Unidos. O presidente norte-americano, Donald Trump, disse que realizará uma coletiva de imprensa sobre o coronavírus nesta quarta.

Imagem da Editoria Exame Invest
Juliana Elias


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame