MERCADOS

Bolsa: rumo aos 78.000?

PUBLICADO EM: 23.2.17 | 21H10
ATUALIZAÇÃO: 23.6.17 | 19H37
A cada nova alta do Ibovespa, que nesta semana chegou a bater os 69.000 pontos antes de voltar para a casa dos 67.000, analistas correm às calculadoras para ajustar suas projeções. Esta semana foi a vez dos analistas do banco Citi, que em novo relatório projetam que o principal índice da bolsa brasileira pode alcançar […]
XPInvestimentos

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

A cada nova alta do Ibovespa, que nesta semana chegou a bater os 69.000 pontos antes de voltar para a casa dos 67.000, analistas correm às calculadoras para ajustar suas projeções. Esta semana foi a vez dos analistas do banco Citi, que em novo relatório projetam que o principal índice da bolsa brasileira pode alcançar os 78.000 pontos no fim do ano – estabelecendo um novo patamar recorde.

“O Brasil parece firmemente empenhado na primeira fase de um ciclo virtuoso em que o sucesso das políticas, o ajuste a choques no sistema e o fim de um ciclo no mundo dos negócios se combinam com uma fase de queda nos juros, aumento da confiança, aumento da atividade e aumento de lucros”, dizem os analistas do banco em relatório.

Para eles, o mercado se surpreenderá com os lucros das companhias em 2017 por conta do corte de custos, dívidas menores (amparadas pela queda dos juros), um real mais forte e o preço das commodities maior do que o inicialmente previsto. Alinhado a isso estão os ajustes econômicos em andamento como a PEC do Teto (já em vigor) e a reforma da Previdência.

Para eles, esse cenário positivo deve ajudar as companhias a se saírem melhor também no próximo ano: os lucros, afirmam, devem subir 45% em 2018 na comparação com 2016. Analistas do banco elegeram 15 ações que podem se beneficiar deste cenário, num grupo que inclui nomes como a estatal Petrobras, a companhia de bebidas Ambev, o Grupo Pão de Açúcar, o Banco do Brasil e a varejista Lojas Renner.

Se chegar aos 78.000 o Ibovespa estará no maior patamar de todos os tempos, o recorde atual é de maio de 2008, com 72.590 pontos. Mas para chegar ao seu maior patamar real (descontada a inflação) o Ibovespa teria que ir muito além e ultrapassar os 124.000 pontos. Chegar a esses seis dígitos, por enquanto, não está nem na previsão dos mais otimistas.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame