Exame Invest
Mercados

Bolsas da Ásia encerram em alta; Xangai ganha 1,3%

PUBLICADO EM: 24.2.12 | 7H09
Investidores na região foram influenciados pela alta de Wall Street e pela redução de preocupações com a Grécia
Xangai 1

Índice Xangai Composto, na China

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por



Compartilhe nas redes sociais
GUIA
Em alta

INVISTA 2MIN

Tóquio - A maioria dos mercados da Ásia fechou em elevação nesta sexta-feira. A alta em Wall Street, a redução das preocupações sobre a dívida da Grécia e os fatores internos de cada país influenciaram os investidores da região.

A Bolsa de Hong Kong manteve o viés altista, embora a realização de lucros tenha limitado os ganhos. O índice Hang Seng subiu 0,2% e encerrou aos 21.415 pontos - na semana, contudo, o índice acumulou queda de 0,4%.

As bolsas da China também fecharam em elevação, na maior alta em três meses e meio. As esperanças de que Pequim irá flexibilizar a política econômica novamente tiveram destaque, assim como as expectativas de dados econômicos encorajadores dos Estados Unidos e da Alemanha. O índice Xangai Composto subiu 1,3% e terminou aos 2.439,63 pontos, no maior fechamento desde 17 de novembro - na semana, o índice acumulou alta de 3,5%. O índice Shenzhen Composto ganhou 1,4% e terminou aos 976,62 pontos.

O iuane fechou em alta ante o dólar depois de o banco central elevar o câmbio via taxa de referência diária. No mercado de balcão, o dólar encerrou aos 6,2978 iuanes, de 6,2985 iuanes ontem. A taxa de paridade central dólar-iuane foi fixada em 6,2965 iuanes, de 6,3031 iuanes na véspera.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em alta, com os caçadores de pechinchas comprando, principalmente, ações de fabricantes de LCD e de empresas como a Hon Hai. O índice Taiwan Weighted avançou 0,28% e terminou aos 7.959,34 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em alta com as compras estrangeiras de ações domésticas, sobretudo de empresas de tecnologia. Dessa forma, o índice Kospi subiu 0,60% e terminou aos 2.019,89 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, encerrou na sua maior pontuação em três meses, impulsionada pelo bom desempenho dos setores financeiro, industrial e de consumo discricionário. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,48% e fechou aos 4.306,80 pontos.

Em Manila, a bolsa das Filipinas fechou estável, sucumbindo à realização de lucros após o recente rali. O índice PSE encerrou aos 4.893 pontos, com pesado volume de negociações.


A Bolsa de Cingapura terminou em alta, acompanhando os ganhos nos demais mercados asiáticos. O índice Straits Times subiu 0,3% e fechou aos 2.978,08 pontos, mas na semana encerrou em baixa de 0,8%.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, terminou em baixa de 1,6% e fechou aos 3.894,56 pontos, com os investidores preocupados com a pressão inflacionária do aumento dos subsídios aos combustíveis.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,1% e fechou aos 1.558,77 pontos.

O índice SET teve alta de 0,55% e fechou aos 1.146,38 pontos. As informações são da Dow Jones.

Imagem da Editoria Exame Invest
Exame Solutions

Apresentado por


Compartilhe nas redes sociais
Mosaico do rodapé com as cores da Exame